SETE

94 21 12

"Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça" 1 João 1:9

Sabe, padre? Eu nunca fui o tipo de garota que obedece os pais, vai pra cama cedo, tira boas notas na escola e acaba se casando com aqueles rapazes simpáticos que ficam zanzando pela paróquia aos domingos

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Sabe, padre? Eu nunca fui o tipo de garota que obedece os pais, vai pra cama cedo, tira boas notas na escola e acaba se casando com aqueles rapazes simpáticos que ficam zanzando pela paróquia aos domingos. Tive uma infância complicada - não que tenha tido problemas financeiros ou coisa parecida, tínhamos algum dinheiro que meus pais haviam herdado da venda das posses de minha falecida avó. A grande dificuldade sempre esteve no âmbito dos relacionamentos familiares. Tenho descendência italiana e, como o senhor bem sabe, nosso sangue é muito quente, somos resolutos, confiantes - turrões em algumas oportunidades -  e não perdemos uma boa discussão. Aprendi cedo que precisava falar bem alto caso quisesse ser ouvida, os ouvidos naquela época ficavam muito alto - eu era a mais baixinha da casa - e precisava me esgoelar para que fosse notada. As coisas não mudaram muito quando penso bem sobre isso, ainda preciso gritar para ser ouvida, mas hoje isso se dá por outras razões, mais complexas do que as de minha infância. A verdade é que você pode berrar até suas cordas vocais explodirem nessa cidade, ninguém dá a mínima, não vem socorro de nenhuma parte. As pessoas se acotovelam para entrar no primeiro trem para as oito horas desperdiçadas de cada dia.

Antes de chegar a São Paulo morava no interior, Rancharia, uma cidade pequena, mas com grandes pessoas. Ora, teria ficado por lá até meus últimos dias se a escolha pertencesse a mim. Deixamos a cidade devido ao trabalho de meu pai. Ele era engenheiro e quanto mais nos afastávamos de Rancharia, mais as perspectivas de salário melhoravam. Tinha também a mãe, nunca me dei bem com ela; Dona Patrícia, nariz empinado, mandona, praticava ginástica todas as manhãs ouvindo a rádio católica da cidade, a única coisa de que sentiu falta quando nos mudamos do interior. A repugnância que sinto dela não aplacou com o tempo; intensificou-se como minha saudade de Rancharia.

Sou uma pecadora, padre.

Minhas palavras serão sinceras, mas duras. O arrependimento é verdadeiro, não se preocupe quanto a isto, entretanto não espere que a história que está prestes a ouvir seja trivial. Coisas terríveis aconteceram e estão para acontecer, pessoas tiveram seus destinos selados assim que pisei nesta igreja; o diabo nos observa.

E penso sem falar: Ele está esperando pela hora certa de mostrar sua face. Antes da meia noite este piso estará inundado de sangue impuro.

A Plantação de FetosLeia esta história GRATUITAMENTE!