Capítulo 5 - Um momento de trégua

3.1K 556 468
                                              

Noite passada eu dormi no quarto de Rick, quer dizer, eu mal preguei o olho. Tudo o que vinha a minha mente era meu marido dormindo na cadeia, em uma cela fria e sofrendo por algo que não foi ele que fez.

É como se nós estivéssemos separados a uma eternidade. Eu sinto tanta falta da sua voz, do seu cheiro, da forma como ele me olhava, até de suas birras. Sinto falta do calor do seu abraço, do seu beijo carinhoso e urgente, do seu sorriso sacana e aquele sorriso tímido. Eu não posso viver sem ele, sem o meu amor.

— Levanta os braços. Isso.

Ajudo Rick a vestir o uniforme.

— Já estou com saudade do papai.

— Eu também, meu amor. Mas logo ele volta para casa.

Meu celular toca.

— Alô?

— Sra. O'Connor, aqui é Charlize.

— Olá doutora.

— Jeremy será liberado daqui a pouco.

— Graças a Deus. — sorrio. — Nos vemos em breve.

— Até logo.

— Quem era mamãe? Era o papai?

— Não, Rick. Vamos para a aula?

Ele assente. Após tomarmos café com mamãe, tia Lauren e Jeff, deixo meu menino na escola. Imagino o tamanho do seu sorriso quando Jeremy e eu viermos buscá-lo mais tarde. Meu menino vai ficar tão feliz e isso é tudo o que eu quero.

Chego até a delegacia, adentro o local e deparo-me com Charlize. Ela sorri.

— Bom dia.

— Bom dia, Sarah. Posso chamá-la assim? Pode me chamar de Charlize, se quiser.

— Claro, Charlize. — sorrio de orelha a orelha.

— Jeremy já vai sair.

Apenas assinto e aguardo. Em minutos, ele surge. Seu semblante está cansado, porém ele dá o sorriso mais lindo do mundo quando me vê. Corro para abraçá-lo. Jer corresponde o abraço da melhor forma possível. Inevitavelmente, deixo algumas lágrimas rolarem.

— Você está bem? — analiso-o com cuidado.

— Sim, esposa. E você? O Rick está bem?

— Agora estou bem, Jer, e o nosso menino também. — acaricio seu rosto. — Ah, esta é a doutora Charlize Williams, advogada. — eles cumprimentam-se com um aperto de mãos.

— Obrigado, doutora.

— Imagina, sr. O'Connor, apenas fiz o meu trabalho. Bom, eu entrarei em contato para informar os detalhes e qualquer mudança ao longo do processo.

— Certo. Obrigada Charlize.

Jer e eu saímos da delegacia depois de assinar alguns papéis. Ele insiste em ir dirigindo.

— Eu senti sua falta. — seguro uma de suas mãos.

— Eu também, amor.

— Mamãe e tia Lauren estão lá em casa. Ficarão conosco por um tempo.

— A família se dividiu. — ele murmura com pesar.

— Tio Bruce, Ethan e Alice ficaram do lado do papai. Eu sinto muito. Pela Alice.

— Alice é maior de idade, tem marido, uma filha. Ela faz o que quer da vida dela.

Posso ver a tristeza em seu olhar azul.

Indelével | spin-off de Contrato de AmorOnde as histórias ganham vida. Descobre agora