Dormimos cada um no seu canto. Eu no quarto de hóspedes e ele no quarto dele. Isso porque eu era uma careta que tava morrendo de medo de o "dormir juntos"acabar em outra coisa, se é que vocês me entendem.

Se eu dissesse que Harry não tinha sequer avançado com uma mão boba, enquanto tínhamos nossas sessões de pegação, eu estaria mentindo.

E se eu dissesse que não gostei de nenhuma mão boba dele no início da minha bunda ou perto dos meus seios eu também estaria mentindo.

Claro, alguns arrepios maravilhosos e uns gemidos que eu reprimi para evitar que ele fosse adiante. Daí obviamente você está me xingando uns cem mil palavrões diferentes porque eu nao deixei ele avançar o sinal... Mas eu te pergunto, você faria mesmo não se sentindo preparada? Pois bem, eu não estou, ou pelo menos ainda está tudo muito confuso para eu... Tem horas que quero, tem horas que tenho medo...

Eu não sei em qual momento comecei a imaginar coisas, devaneando na minha própria cama, pensando em Harry me beijando ardentemente, como se eu fosse uma jóia do mais alto valor que ele não quisesse perder... E aí a gente acorda e percebe que são filmes, Lauren. Não vai acontecer daquele jeito! Não vai ter o jantar a luz de velas, a lareira, s a porra toda. Não vai. Isso é apenas clichê de filme romântico para pegar os rolinhos iludidos como eu.

Mas de qualquer forma, esse é o momento mais esperado na vida de uma garota como eu. Virgem. Que nunca sequer chegou nas preliminares com os pouquíssimos crushes que tive.

E o pior.. é que eu quero. Eu nunca quis tanto na vida como quero agora. Talvez por estar apaixonada pela primeira vez na vida? Talvez. Talvez por eu finalmente ter encontrado o meu príncipe encantado mesmo sabendo que ele vai ter alguns dias de sapo? Talvez.

Rolei na cama, até que finalmente o sono me venceu e eu dormi, com os pensamentos voltados para o tanquinho másculo do meu namorado.

****

Acordei num rompante, depois de ter um pesadelo em que alguém atirava em mim e em Harry depois de uma perseguição de carro. Estava suada e ofegante, como se tivesse corrido em uma maratona, o que não era de todo mentira. Levantei e fui direto pegar uma roupa e tomar um banho para tirar esse cheiro de suor impregnado na minha pele.

Vesti um short jeans e uma blusa azul folgadinha, penteei os cabelos e saí do quarto.

Logo que adentrei a sala, lá estava ele em todo o seu explendor de beleza e gostosura, sentado no sofá, os cabelos molhados indicavam um banho recente, e estava lendo alguma coisa, possivelmente da empresa.

Logo que adentrei a sala, lá estava ele em todo o seu explendor de beleza e gostosura, sentado no sofá, os cabelos molhados indicavam um banho recente, e estava lendo alguma coisa, possivelmente da empresa

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

- Oi. - falei baixinho, mas o suficiente para ele ouvir, levantar o rosto pra mim e sorrir. AH, aquele sorriso...

- Oi, linda. Dormiu bem? - ele ainda ostentava aquele sorriso maravilhoso que me deixava com as pernas bambas.

- U-hum. - falei, sentando-me ao seu lado. - O que está fazendo?

- Lendo alguns contratos e uma nova canção que compus durante esses dias... - ele falou, levando a mão ao queixo daquele jeito Harry Styles de ser.

50 Tons de Harry Styles Leia esta história GRATUITAMENTE!