chapter 1

15.7K 562 107
                                    

Pov Lauren

Hoje começaria tudo de novo. Segunda feira sempre era o pior dia da semana, principalmente quando o final de semana era intenso, dai chegava a segunda e a exaustão me pegava de jeito. E esse final de semana havia sido intenso, não parei em casa um momento, frequentei duas festas seguidas em lugares diferentes. Uma delas eu estava tão bebada que nem lembro com quantas garotas eu transei. Na outra eu lembro de ter transado com a Alexa, lá da turma e com a Lucy do segundo ano. Ambas são fodas na cama, não tenho como negar, minhas costas estão todas marcadas pelas unhas da Alexa, uma verdadeira felina devo dizer. Não posso esquecer do boquete maravilhoso que eu recebi da Lucy vives, ela é novinha mas é experiente.

Hoje eu teria aula de literatura, matéria a qual se tornou a minha  favorita,  graças aquela gostosa vulgo minha professora de literatura, aquela mulher é maravilhosa. Nunca fui para cama com ela, mas não nego que é o que eu mais desejo no momento. Ela tem umas coxas que só Deus na causa, e uma bunda que misericórdia, sem contar nas belas curvas daquele corpo bronzeado, que deve ser resultado de longos finais de semana na praia.

Esse era meu último ano na escola, na verdade esse era minha segunda vez no último ano na escola. Eu repeti o ano passado, por conta de notas muito baixas e principalmente por quase não ter presenças nas aulas. Minha mãe me deixou de castigo por um mês sem sair de casa para festa nenhuma. Mal sabe ela que quando ela dormia eu pulava a janela do meu quarto, pobre mamãe. Meu pai não ligou muito, até porque ele nunca foi um santo na sua adolescência, então não podia falar nada. Graças a Deus eu não tenho irmão, eles só servem para te dedurar, Veronica que o diga, seu irmão mais novo vive fazendo isso com ela. Enfim, esse ano eu tenho certeza que eu passo. Já tenho 18 anos, tenho que tomar vergonha na cara e terminar esses estudos, a faculdade que me aguarde.

Assim que cheguei na escola, avistei meu grupo de amigos sentados perto do portão principal, desci do carro e fui me juntar a eles.

Pov Dinah

Eu sempre me atraso para chegar na escola, esse trânsito de Miami não ajuda em nada. A minha sorte é que o diretor da nova escola onde eu trabalho é bem compreensivo quanto a isso.

Assim que cheguei na escola, avistei o patio vazio, provavelmente o sinal já havia tocado. Corri para sala dos professores, tinha que pegar meu material e seguir para a turma do terceiro ano. Cumprimentei os outros funcionários que encontrei pelo caminho antes de entrar na sala.

Abrir a porta da sala, sem desejar bom dia já que todos estavam falando muito alto e provavelmente não haviam notado a minha presença ali. Coloquei os meus pertences encima da minha mesa, assim que terminei de ajeitar minhas coisas, levantei o olhar para a turma e lá estava ela.

A tentação de olhos verdes, vulgo o motivo das minhas muitas horas embaixo do chuvero de água fria. A garota que atormentava meus sonhos na maioria das noites. O pior é que ela não fazia noção de quantas transas eu gozei pensando nela. As vezes eu tenho a impressão de que ela tem noção do que causa em mim, eu tenho uma leve impressão disso. Sacodi minha cabeça afim de desvir desses pensamentos e focar no que realmente me interessa, que é dar aula, bom eu acho que isso.

-Bom dia professora! A senhora está muito elegante hoje.- pronto é lá estava ela mais uma vez, sendo cavalheira e encantadora. Como eu odeio e gosto dessa garota ao mesmo tempo.

-Bom dia, Jauregui, bom dia turma! E obrigada pelo elogio, eu acho.- essa garota é um perigo para minha pobre sanidade mental.

-Bom dia!- todos responderam juntos, e ela continuava a me encarar com aquele maldito sorriso nos lábios.

- Bom turma, hoje nós vamos continuar de onde nós paramos no conteúdo de romantismo, no capítulo vinte e três. Abram seus livros na página 123, e Brendan guarde seu celular, porque isso não nós interressa para entrar em uma universidade, a única coisa que interressa no momento está nos livros.- ele bufou e guardou o celular na mochila.- então, quem pode ler para a turma esse lindo poema que está na pagina 123?

-Eu leio, senhora Jane!- Ally uma das minhas melhores alunas se prontificou.- Bom......

"Não chame o meu amor de Idolatria 
Nem de ídolo realce a quem eu amo, 
Pois todo o meu cantar a um só se alia,
E de uma só maneira eu o proclamo. 
É hoje e sempre o meu amor galante, 
Inalterável, em grande excelência; 
Por isso a minha rima é tão constante
A uma só coisa e exclui a diferença. 
'Beleza, Bem, Verdade', eis o que exprimo; 
'Beleza, Bem, Verdade', todo o acento; 
E em tal mudança está tudo o que primo, 
Em um, três temas, de amplo movimento. 
'Beleza, Bem, Verdade' sós, outrora; 
Num mesmo ser vivem juntos agora."- William Shakespeare.

-Muito bom, Allysson! Agora vamos fazer uma analise completa desse poema.

E assim se passou o resto do dia, aulas e mais aulas. O dia terminou e eu estava exausta. Segui para o  apartamento que eu dividia com minha melhor amiga de faculdade Normani, que se formou em educação física na mesma faculdade que eu. Ela era uma ótima colega de quarto e uma ótima amiga barra confidente.

Oi gente! Aqui estou novamente!

Espero que gostem!

É comente o que estão achando, por favor! É importante isso!!

Beijos!!!

My sexy teacher (G!p)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora