Capítulo 39 (Penúltimo)

Começar do início

Misericórdia. Até as casadas ficavam babando. Engoli em seco.

Nem liguei para isso, mas alguém do meu lado chamada senhorita Victoria encrenca parou e encarou uma mulher que estava ao lado do marido olhando para mim.

- Vai cuidar do seu marido e deixa o meu! - ela urrou e eu gargalhei.

- Para Vicky. - apertei a mão dela.

A mulher ficou envergonhada e parou de me olhar.

Sentamos e fizemos nossos pedidos. Vicky parecia chateada.

- Que foi agora? - perguntei olhando para ela.

- Nada.

Segurei o riso. Pois sabia bem que nada na língua das mulheres era tudo.

- Se não falar, não poderemos resolver esse teu stress, alias, eu não sabia que tinha virado teu marido. - provoquei e ela me olhou como se fosse me espancar.

- Essas mulheres ai casadas que te olhavam! Elas não têm vergonha na cara não! - ela estava emburrada e ficava linda assim.

- Não mesmo. - concordei. - Mas eu não liguei para nenhuma delas.

- Vi você olhando para uma loira ali. - ela urrou e entendi o motivo. Gargalhei.

- Olhei para ela porque passamos por ela, apenas isso, não precisa esse ciúme todo.

Vicky corou.

- Eu não estou com ciúmes!

- Ah... Está sim... Te conheço e não é de hoje, só pra constar.

Ela deu de ombros e nossos pedidos chegaram.

- Que comida MARA! - ela falou me fazendo rir em seguida. - A entrevista do Alexis vai passar na TV!

- Sério? Precisamos ver... - falei animado.

Estávamos comendo a sobremesa quando Vicky olhou por trás de mim e revirou os olhos.

Olhei na direção que ela olhava e vimos Konan e Alicia. Eles nos viram e somente Alicia acenou, Konan nos olhava tediosamente.

- Olha só... - falei e Vicky se concentrou na sobremesa. - Eles estão juntos?

- Não sei... Ele ficou com raiva da nossa reaproximação e está fazendo esses joguinhos dele... Parece criança. - ela disse irritada.

- Você gosta dele? - perguntei e ela assentiu.

- Eu gosto dele, é uma pessoa que sempre deu força para Alexis, é um grande amigo... Mas é só isso mesmo... Esse mês que nos distanciamos foi bom para eu refletir algumas coisas. - ela dizia olhando para onde ele estava.

- Entendo... Espero que fique tudo bem e espero que realmente fique comigo.

Ela gargalhou e me encarou.

- Eu também espero Henri...

Meu coração acelerou e sorri abobalhado imediatamente. Ela se aproximou e me deu um selinho, mas eu a puxei mais para mim e transformei o selinho em um beijo intenso.

*___________*___________*___________

Eu estava na minha sala, com aquele monte de papel na mesa.

Até que estava me acostumando a ser uma empresária. Uma grande empresária.

Eu sentia falta da clinica, claro. Mas, Alexis estava cuidando de tudo perfeitamente bem.

Depois de assinar alguns papeis olhei para minha secretária e dei um longo suspiro.

Sky [COMPLETO]Leia esta história GRATUITAMENTE!