bons e bobos

496 64 17

Resolvi deixar ficar essa bobeira de te querer todo dia. Ou dos planos que eu faço, de irrisória probabilidade de realizar(mos), tão plenos de convicção que eu já nem sei se aconteceram ou não. Eu tenho certeza de que você dormiu aqui ontem, mas as coisas estão do jeito que só eu deixaria. Eu quase te comprei o livro que você disse que não consegue encontrar, mas acho que você já tem.

O costume já é tanto que não dá nem para fingir indiferença, ou tentar impedir a insurreição de um descontrole nem tão costumeiro, ou do menos acostumado ainda confronto de ideias entre mim e mim mesma.

"Eu gosto dele. Acho que gosto."

"Isso só pode ser um gostar."

"Se não for, pelo menos parece."

"Se for, já era."


Esses e outros pensamentos bons e bobos que me inundam agora que eu tenho você.

Eu, NósLeia esta história GRATUITAMENTE!