despedida

370 60 12

Despedida:

Despedaça,

Inquieta,

Perturba,

Me torna o que não sou.

Agora eu sou quem fica no portão e passa o braço pela grade para te dar adeus e sou quem acaba esticando os dedos no ar, tentando te puxar de volta para onde você nunca deveria ter vindo. Sou eu quem te assiste virar a esquina e ir embora para sabe-Deus-quando voltar.

Isso se voltar.

Isso se meu maior pesadelo não se concretizar, e eu me ver obrigada e condensar meu choro no vidro da janela que dá vista para a rua. Para o caminho pelo qual você não vem.


Eu odeio sua ausência

Como odeio romance.

Abençoado será o dia em que não terei de suportar nem uma, nem outro, não mais.



Eu me despeço

De você

Como qualquer

Outra pessoa

Se despede

De você

Só que eu

Te amo.


__________

O texto grifado em itálico é um poema do Lucão (ig: blogdolucao), que me inspirou a escrever esse texto. Se chama "despedida", e está no seu livro Telegramas. 

Eu, NósLeia esta história GRATUITAMENTE!