CAPÍTULO 3

21 3 1
                                                  

          Comecei a alongar os braços e disse:

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

          Comecei a alongar os braços e disse:

          — Agora é só você trocar o valor de X na fórmula e fazer a conta.

          — Hum... Mas o certo não seria usar o valor de Y? — perguntou Liss.

          Eu olhei em direção à pilha de livros e cadernos jogados sobre a mesa, tentando encontrar a resposta. Já fazia quase duas horas que a Liss havia chegado, e nós estamos estudando desde então.

          No começo, foi um pouco difícil, eu estava tão nervosa que mal conseguia atender a porta. Liss também parecia bem inquieta e relutante em entrar, mas à medida em que fomos conversando sobre as matérias da escola, acabamos ficando mais calmas.

          — Você tem razão... O valor de X é para quando o resultado for negativo.

          — Sim — respondeu ela enquanto voltava a escrever no pedaço de papel.

          — Hum... Acho que você acabou me ensinando mais do que eu deveria ter te ensinado.

          — O quê? Não se preocupa. — Ela sorriu para mim. — Isso está me ajudando também.

          Liss levantou a folha de papel e começou a olhar para ela como se estivesse admirando os resultados que conseguiu na conta.

          — Certo! Acho que terminamos — disse ela.

          — Acho que sim — concordei enquanto esticava os braços para o alto.

          — Já que é assim... — Minami, que estava sentada no sofá próximo a nós, começou dizendo. — Eu vou pegar alguma coisa para comermos, espera só um minuto. — E então se levantou e saiu correndo para cozinha.

          — Ela nem me deixou responder... — Liss parecia um pouco envergonhada.

          — É o normal dela, dificilmente escuta o que a gente fala.

          — Pensando agora, onde está a Luna?

          — Ela deve estar trancada no quarto — respondi.

          — Fazendo o quê?

          — Talvez estudando... Ou quem sabe dormindo... Até mesmo os dois... Ou nenhum dos dois...

          O quarto dela se tornava uma zona proibida em semanas de prova, ela dificilmente saía de lá, exceto para comer, e ninguém era autorizado a entrar. Até mesmo a limpeza era negada, não importava quantas vezes a Minami pedisse para entrar, nunca tinha resposta.

          — Ela se isola? — perguntou Liss.

          — Sim, pode se dizer que ela é como um monge dos estudos.

Kaii - Volume 2Onde as histórias ganham vida. Descobre agora