Jane The Killer

1.7K 35 4
                                                  

Oi, me chamo Jane Arkensaw, mas você deve me conhecer como "Jane, a assassina", e eu vou contar a vocês como eu conheci um garoto chamado Jeff, e como ele me motivou a fazer o que faço, e o motivo de eu querer matá-lo.

Estava sentada no meu quarto quando recebi a noticia de uma família nova no bairro, não fiquei surpresa com aquilo. Nosso bairro era bem agradável, e as casas eram relativamente baratas considerando onde se localizava.

Eu tinha apenas 13 anos quando vi pela primeira vez Jeff.

Uma nova família havia se mudado para a casa do outro lado da rua, isso não me surpreendia, meu bairro era bastante agradável, e a casa era relativamente barata considerando onde estava. Na época eu tinha uns 13 ou 14 anos.

O filho mais novo do casal se chamava Jeff, mas eu era um pouco tímida e não tive coragem de falar com ele ou o irmão dele, quando eles se mudaram, para falar a verdade, eu nunca falei com ele até aquela noite. Mas essa parte está bem adiante, voltemos a cronologia atual. Minha primeira impressão de Jeff era que ele era um bom garoto, ele tinha cara de ter boas notas e não se envolver em brigas, um tipo bem legal.

Liu, o mais velho, aparentemente colocava a família em primeiro lugar, senti isso quanto ele e o caçula se sentaram na calçada, era o primeiro dia de aula e quando eu olhei pela janela e eu estava atrasada, então não pude reparar muito na relação dos irmãos, era incomum eu me incomodar com isso, eu estava quase atrasada para qualquer coisa, especialmente escola.

Então eu vi Randy e seus lacaios na rua, não me surpreendi de ver eles irem até Jeff e Liu naqueles skates estúpidos deles, Randy era apenas um valentão, daqueles que pegam no pé de qualquer um que for menor do que ele, por causa dele, meus pais me levam para a escola em vez de me mandar pegar o ônibus como todos os outros. Todos saiam de casa com dinheiro do almoço ou algum tipo de dinheiro, por causa do "pedágio" que Randy e seus capangas exige.

Todos sabíamos que o grupo de Randy tinham facas e por isso ninguém contou sobre o dinheiro, porém os novos garotos não aceitaram e tentaram intimida-lo. Eu sabia que aqueles dois terminariam dando a grana pra ficar bem e fui organizar a mochila, quando olhei pela janela, alguns segundos mais tarde, fiquei espantada ao ver Jeff de pé agora, e parecia que Randy já tinha o que queria. Na mesma hora gritei em pensamento.

- Sente-se...- pensei- Não seja estúpido.

Então eu vi o soco que Jeff deu no rosto de Randy e quebrando o pulso dele.

- Oh, meu Deus.- murmurei olhando a cena.- Seu idiota!- gritei

Ao me ouvirem gritar, meus pais desceram as escadas correndo para ver o que aconteceu, eles olharam para fora e viram o que estava acontecendo, Jeff havia esfaqueado o gordo, acho que era o Troy, e ele caiu gritando, Keith então caiu com um único soco. Da minha casa dava pra ver tudo que acontecia, mas meus pais vieram depois que Randy roubou a carteira dos irmãos, ou seja, eles não sabiam do verdadeiro motivo daquela briga.

Aquilo foi perturbador, Jeff estava se divertindo muito com aquela luta, senti um nó no estômago, e vi pelo olhar de Liu que Jeff não fazia aquilo muitas vezes. Depois que eles saíram correndo, escutei as sirenes, policiais vieram com o motorista do ônibus para verificar as "vítimas". Como meu pai teve uma discussão com um policial a alguns anos, ele passou a não se meter com a policia, então, quando ouvimos sirenes, fomos para o quintal, entramos no carro e saímos.

Meus pais me deixaram na escola e foram claros ao dizerem que não querem que eu fale com Jeff, eu não posso tirar a razão deles. Durante toda a primeira aula eu não vi Jeff na escola, eu estava na aula de artes mas eu agora tinha dificuldade em ver as cores de meu trabalho, tudo parece cinza, esse deve ser o preço de perder a sua inocência.

Lendas UrbanasOnde as histórias ganham vida. Descobre agora