[10] duality

160K 11.8K 61.7K

🐍

Na manhã seguinte, eu descobri que acordar nem sempre é uma coisa ruim.

Pelo menos não quando quem te tira do sono é Jeon Jungkook.

Eu senti a mão dele acariciando minha cabeça e me encolhi um pouco mais debaixo dos lençois, com um sorriso pequeno no rosto.

Então cocei meus olhos sabendo que ainda deveriam estar um pouco inchados, mas mais preocupado em admirar a maravilha que é Jungkook com os cabelos molhados de manhã cedinho, sentado tão perto de mim.

— Dormiu bem? — Ele perguntou, e eu assenti ainda sonolento.

— Você fica fofo com o cabelo molhado — Eu disse, um pouco tímido.

Fofo com certeza não seria o adjetivo mais apropriado pra descrever Jungkook como um todo, mas, naquele momento, existia sim uma qualidade adorável na forma como os fios escuros caíam úmidos sobre sua testa.

— Fofo? — Ele repetiu, sorrindo um pouco com a improbabilidade de ser elogiado desse jeito.

— É. — Envergonhado, eu puxei o lençol para cobrir meu rosto até o nariz. — Muito fofo.

Jungkook não demorou em tirar a coberta de cima da minha cabeça, com cuidado, e então ele se inclinou até que seu rosto estivesse bem próximo do meu para beijar minha bochecha gordinha de forma demorada.

— Obrigado, anjo. — Ele disse e me beijou mais uma vez, no mesmo lugar. — Agora levante, você precisa tomar café.

Se não fossem seus braços me segurando e me ajudando a sentar, eu provavelmente continuaria jogado naquela cama, incapaz de me mover por horas e horas, porque estava completamente derretido com os beijos que ele me deu.

E quando finalmente me sentei, mordendo meu lábio inferior e tocando em minha bochecha que ainda formigava com o toque de sua boca, eu percebi que não precisaria ir mais longe que isso para poder comer, porque Jungkook já tinha levado o café da manhã na cama.

Então olhei para a bandeja cuidadosamente colocada do outro lado da cama de casal e depois olhei para ele, com os olhos brilhando.

— É pra mim? — Perguntei, estupidamente, como se pudesse ser para outra pessoa.

Jungkook respondeu colocando a bandeja sobre minhas pernas ainda cobertas pelo lençol — e só por ele, porque eu ainda não vestia nada além de uma cueca e sua blusa.

— Trouxe muita coisa? — Ele retrucou, olhando para as várias porções servidas. — Eu não sabia o que você gosta de comer, então acabei comprando um pouco de tudo.

Eu neguei com a cabeça, um pouco atrapalhado.

Tinha, sim, muita comida, mas eu estava mais impressionado com a forma como Jungkook parecia preocupado em acertar meus gostos.

Mais que isso, uma olhada rápida no seu relógio de pulso e eu descobri que ainda eram sete e meia da manhã, mas ele já parecia ter tomado banho, se vestido, tomado seu próprio café e comprado o meu.

E se acordar tão cedo pra fazer tudo isso não era motivo o suficiente pra me fazer acreditar que ele não era do tipo de homem que cede à preguiça, lembrar que a luz da sala continuava acesa até mesmo quando eu acordei, de madrugada, foi o fato final para me dar essa certeza.

Então eu o olhei, mastigando lentamente um pedaço de tofu temperado, e apoiei minha mão com os hashis sobre a bandeja.

— A comida tá gostosa — eu parei, apertando meus lábios antes de continuar — mas parece que você dormiu só um pouquinho...

SUBMISSIVE • jjk + pjmOnde as histórias ganham vida. Descobre agora