☀85☀

16.3K 2.2K 10K

Deem suporte à fanfic, votem e comentem. Boa leitura!





Vamos lá, nós já sabíamos que aquilo podia dar numa merda federal, mas é como diz aquele ditado: Fodido, fodido e meio.

Eu já não fazia a mínima ideia de quanto tempo nós estávamos naquela cela, mas parecia muito, uma eternidade, aliás. Mesmo que eu soubesse que não fazia nem mesmo duas horas que nós estávamos ali, eu não aguentava mais. O que me levou a descobrir que eu não nasci para vida do crime.

Eu pousei minha cabeça sobre minhas mãos, os cotovelos apoiados nos meus joelhos, e eu bufei, impaciente. E quando levantei o meu olhar, peguei Jimin me encarando, seus olhos sem aquele aspecto extremamente triste de algum tempo atrás.

Eu havia feito tudo aquilo, eu praticamente enfrentei uma maratona, eu consegui impedir o casamento, mas… Eu não sabia o que fazer agora, o que dizer ou o como agir.

Eu estava, honestamente, meio esgotado, eu não me sentia capaz de fazer mais nada. Eu me encostei à grade e continuei mantendo contato visual com Jimin, tentando decifrar o que passava por sua mente.

Acho que seus sentimentos sempre serão um mistério para mim, passe o tempo que for, eu nunca vou saber quais seus traumas ou porque ele tem tanto medo. Também acho que não cabe à mim entender.

— Viu só? — Yoongi abriu a boca pela primeira vez em muito tempo. — Viu só o que você nos fez fazer, Park Jimin? Estamos na porra da cadeia porque você tem mais fogo no rabo do que tem fogo no inferno.

— Me tirou de lá pra vir me excomungar? — Jimin o olhou, uma expressão de desagrado e cansaço. — Você acha que eu já não me sinto uma droga o suficiente?

Ver Jimin triste ainda dói mais que tudo.

— Talvez sirva pra você usar sua cabeça da próxima vez — Yoongi pareceu irritado. Eu podia compreendê-lo. — Eu te disse, umas mil vezes, que aquela mulher não vale o pão que o diabo amassou.

— Testado e comprovado — Jaehyun, que encolhia-se em um canto, disse.

Jimin não respondeu, ele puxou as próprias pernas para perto do corpo e escondeu o rosto entre os braços. Cansado, eu pedi: — Dá um tempo, Yoongi…

— Dá um tempo? — Yoongi me olhou, um pouco irritado. — Quantas pessoas tiveram que lhe ver chorar todas essas semanas, Jungkook? Em qual destes dias você conseguiu se sentir alegre? Você praticamente entrou em depressão.

Eu balancei minha cabeça, tentando negar, afim de esquecer aqueles dias infernais por ao menos um minuto. Mas Yoongi continuou, mirando Jimin. — Sua impaciência fez esse garoto sofrer pra caralho.

Chega, Yoongi. Mesmo que eu mesmo quisesse dizer tudo o que foi para Jimin, eu não faria, eu não queria vê-lo estressado.

— Seu egoísmo nem mesmo valeu a pena — Yoongi bufou, rolando os olhos.

— Você acha que eu não sei? — Jimin levantou a cabeça, as lágrimas em seu rosto, e meu coração acelerou, porque aquela imagem me afetada de um jeito inexplicável. — Você acha que eu não sinto por isso? Que eu não me odiei cada dia por ter o deixado? Eu sei, Yoongi! Mas porra, eu já não sabia o que fazer, eu não queria machucar ninguém, eu juro, mas eu não sabia como fazer pra que ninguém mais saísse magoado. Você pode me desgraçar, porque eu sei que não fui um bom amigo, mas pode fazer isso depois? Minha cabeça está explodindo!

— Ah, olha o meu “foda-se” — Yoongi mostrou o dedo do meio.

— Se você não se importa com como eu me sinto, então, por que veio me buscar? — Jimin o questionou. — Por que vocês não deixaram eu me foder sozinho?

Sunboy {jikook}Leia esta história GRATUITAMENTE!