☀84☀

13.5K 2.1K 11.2K

Dêem suporte à fanfic, votem e comentem. Boa leitura!





O que é um pingo pra quem já molhado?

Só Deus sabe como meus pés puderam funcionar depois que eu decidi descer aquelas escadas. A cada passo eu podia sentir minhas pernas bambas.

Deus, não permita que eu seja feito de idiota mais uma vez, por favor. É a última vez que eu peço isso.

Sacando o celular do bolso, eu disquei o número de Yoongi, e enquanto caminhava por minha rua, torci para que ele não mandasse eu ir me foder. Quando ele atendeu, eu quase gritei: — Vem me buscar!

— Tenho cara de taxista, então? — debochou.

— Não, Uber — respondi, tarde demais para morder minha língua. — Eu preciso ir atrás do Jimin.

— Eu tô chegando — Yoongi me disse.

Quando um carro parou ao meu lado e eu vi ali dentro o próprio Yoongi, eu dei um salto, assustado com a rapidez. — Como chegou tão rápido? Eu literalmente acabei de te ligar. Nossa ligação ainda está rodando!

— Eu já estava no caminho — ele disse, e eu vi que havia outro rapaz dirigindo o carro. — Você não me respondeu antes, mas eu vim de qualquer jeito. Tem cordas no porta-malas pra amarrar você. Você iria por bem ou por mal.

Eu realmente me pergunto se eu devo chamar a polícia toda vez que vejo Yoongi.

— Entra! — gritou. — Não tenho a vida toda não, quero voltar antes da cinco que é pra ver o comeback da SNSD na TV.

Eu abri a porta de trás e me enfiei dentro do carro, me sentindo terrivelmente ansioso. Eu mal tive tempo de acenar para o cara que dirigia.

— Quanto tempo vai levar pra chegarmos lá? — perguntei, afobado.

— O trem sai daqui quinze minutos — ele falou tranquilamente.

Eu calculei em minha mente o quanto demoraria para chegarmos na estação, e eu não sabia se estava certo, mas levaria mais que quinze minutos. — A gente não vai conseguir chegar a tempo!

— Ah, aquieta esse rabo — mandou Yoongi. — Só dá pra ir pra Masan de trem, então fica de boa. Não mandei você foder com seu namoro.

— Ah, e a culpa é minha do Jimin ser um paranóico? — me irritei. — Que droga, eu queria saber o que se passa naquela cabeça dele!

— Só bosta — resmungou o loiro, e olhando para o motorista, ele disse: — Jaehyun, acelera essa carroça.

— Quem é ele? — perguntei discretamente para Yoongi.

— Jaehyun — disse. — Ex-marido da YooHee.

Minha boca se partiu naquele momento, e olhando para aquele homem, eu pude ver que ele era bonito, tinha provavelmente mais que 30 anos de idade, mas definitivamente não aparentava ser divorciado.

— Chocante, não é? — Yoongi disse. — Ele foi casado com o demônio, mas não morreu.

— Estou morto por dentro — Jaehyun falou pela primeira vez, acelerando o carro. — O amigo de vocês não sabe do erro que está cometendo.

Aquilo me assustou pra caralho.
Eu me agarrei ao cinto de segurança, enquanto o carro deslizava rápido demais pela rua. Eu queria chegar à estação de trem, mas vivo.

Meu coração tamborilava realmente veloz quando o carro finalmente parou, e antes que eles pudessem sair do automóvel, eu pulei pra fora, correndo para a entrada, passando pelas pessoas, recebendo um xingão de uma tia, eu cheguei à máquina de bilhetes, e quase tive uma crise quando meu cartão não foi reconhecido, claro que depois eu vi que eu estava pondo do lado errado, e finalmente peguei meu bilhete.

Sunboy {jikook}Leia esta história GRATUITAMENTE!