Estilo #13 - Linguagem Vs. Enredo

471 57 25







Existe uma rixa antiga na literatura que se mantém até hoje. Sabendo ou não disso, querendo ou não participar, nossas escolhas nos associam a um dos grupos.

De um lado, quem defende a linguagem. Do outro, quem defende o enredo.

Não é nada exagerado. Está mais para comentários sarcásticos e preconceituosos. Raramente chegam aos insultos.

Ainda assim, o prejuízo para literatura no longo prazo é grande. Frente às disputas intelectuais, a criação literária estagna em um dos extremos e os livros perdem, além de qualidade, leitores. Essa rixa é comum no mundo, mas no Brasil ela foi além e causou um grande afastamento dos autores da geração passada com os leitores brasileiros.

Linguagem

O grupo que reinou nas últimas décadas é o grupo em que a escolha das palavras é a parte mais importante em um livro. Criam linguagens próprias, traduzem sons, sotaques e regionalismos com maestria, mostrando através da voz de cada personagem, a sua alma única.

Contudo, costumeiramente, acabam se descuidando da trama. Alguns chegam ao extremo e defendem que o enredo não tem nenhuma importância e até atrapalham o livro. A consequência última dessa abordagem é que a linguagem fica tão elaborada e lenta que o livro tem um público-alvo muito reduzido.

Enredo

Naturalmente, quem está no Wattpad tem uma tendência natural a se concentrar no enredo – na história. Em geral, a ligação do escritor é maior com a narrativa do que com a literatura. Desse modo, sua aspiração é ter a sua história contada, tanto faz o meio (livros, filmes ou séries).

Esses são os que escrevem as tramas mais elaboradas, histórias épicas, cheias de reviravoltas. Mas o descuido com as palavras levado ao extremo tira todo o valor do texto. Produz-se livros ruins.

O equilíbrio

Contudo, existe um terceiro caminho: um equilíbrio entre enredo e linguagem. É um caminho traçado por poucos escritores contemporâneos, mas é onde todo escritor deveria querer chegar: linguagem e enredo bem elaborados.

E porque os outros escritores não atingem o equilíbrio?

Por dois motivos:

Tamanho

Se você se preocupa com cada palavra e com a relação delas entre si (linguagem), cada página vai demorar, pelo menos, cinco vezes mais para ser escrita. Não à toa, livros focados na linguagem tendem a ser pequenos. Já os livros com foco no enredo tendem a ser grandes para dar espaço para todas as reviravoltas. Assim, um livro com o foco duplo tende a levar muito tempo para ser produzido.

Velocidade da cena

Um livro onde cada palavra importa é um livro que deve ser lido com cuidado e com carinho. É um texto naturalmente lento. Um livro em que a ação traga o leitor para dentro da história é um que a velocidade da trama faz com que algumas palavras sejam perdidas.

Dessa forma, um livro equilibrado deve saber onde deve ser lento e ontem tem que ser rápido. Onde as palavras são uma pintura renascentista e onde são apenas os trilhos de uma montanha russa.

Não é fácil (e nem deveria ser), mas é o caminho que deve ser seguido.

Por fim, um apelo: não escolham o caminho fácil, nem na literatura, nem na vida. Escolham o caminho certo para você.


***

A participação de vocês é imensamente importante! Peço que usem os comentários para críticas, perguntas, opiniões e sugestões de temas. Se gostarem, não deixem de votar e adicionar à sua lista de leitura para não perder os próximos capítulos.


GUIA do Escritor de FicçãoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora