Capítulo 53

1.8K 146 8

EU VOU ME CASAR!!!

Essa vai ser a terceira tentativa e eu nem sei se a animação é a mesma. Casamentos me deixam feliz mesmo ainda não conseguindo de fato ter o MEU casamento, eu estou feliz.
Não é possível que um raio caia três vezes no mesmo lugar ou no caso, três casamentos cancelados por imprevistos.

Balancei a cabeça sorrindo. Seria muito azar na minha vida.

—Amor? _Tocou minha perna.

Estávamos no carro indo em direção a nossa casa, finalmente! Arriscaria até cantar." Let it go, let it go" da princesa Elsa.

—Oi! _o olhei.

Ele estava típico galã de novelas mexicanas.

—Você está pensativa, está tudo bem?

—Na verdade, um raio não pode cair três vezes no mesmo lugar certo?

Ele gargalhou e tirou os óculos.

—Relaxa amor! Dessa vez a gente se casa. Disso eu tenho certeza.

—Então, eu também tenho certeza. _Respirei fundo.

—E na sua despedida de solteira, já pensou algo sobre? _me olhou de relance.

No nosso primeiro quase casamento, lembro me de ter questionado meu pai sobre ter strippers na festa. Ele se recusou a me falar. Com certeza teve.

—Não, mas já que falou a respeito. Vou chamar a galera para curtir uma baladinha básica.

—Uma o que? Tá doida mulher?!

—Balada Alexandre, não sabe o que é? Vou te explicar, é quando geral saem para se divertir ou simplesmente se embebedar, achando que vai se divertir, volta para casa bêbados e não sabem quantas bocas bei...

—Julia eu sei o que é uma balada! Só não estou entendendo o porquê de você querer ir logo pra uma balada. _Me olhou.

—Ah! Vai me dizer que queria que eu fizesse minha despedida de solteira, tomando chá da tarde no jardim da BeckHam? Fala sério!

—Chá da tarde é uma boa opção! _sorriu sarcástico.

—Ah, Claro! Eu tenho que ter a despedida de solteira com um chá da tarde. Mas você pode ter stripper andando pela mansão, não é?

Ele começou a torci. Acredito que por essa ele não esperava.

—Do que você está falando mulher?_me olhou de canto.

—De quando eu estava gravida prestes a parir, você estava se divertindo com os garotos! Não se lembra?!

—Mas quem te falou das garotas? Foi tudo invenção dos meninos! Não peguei ninguém.

—Obrigada ! Era tudo que eu precisava saber!

—O que? Você está me deixando confuso.

—Eu suspeitava que vocês tinham aprontado. Perguntei ao meu pai e ele não me falou. Mas ele é um péssimo mentiroso. Obrigada por entregar tudo de bandeja. Mudando de assunto, sabe uma balada boa em Boston para me indicar?

—Sério que você vai mesmo? _estacionou o carro.

—Não ia! Mas despedida de solteira não é todo fim de semana. E a sua já tem ideia? _desci do carro.

—Vou para Balada também! Já que é assim! _pegou as bolsas no porta mala.

—Baladas diferentes! Ninguém merece despedidas de solteiro juntos! Homens com homens. Mulheres com Mulheres. _Peguei minha bolsa.

A BabáOnde as histórias ganham vida. Descobre agora