1.9 || INSTAGRAM

2.1K 74 2

-Ao invés de ficar ai quase babando  você poderia vir tomar café comigo!- ele disse e sorriu.

Eu estava paralisada mal conseguia falar, não me lembro como vim parar aqui, não sei o que fiz...

Com muito esforço me sentei em uma cadeira vaga no balcão.

-A gente...?- passei a mão no cabelo em um ato involuntário (meu sinal de nervoso).

-É claro que não Angel! Eu não faria isso!- ele afirmou e pareceu um pouco ofendido, mas sorriu em seguida (e poxa que sacanagem de sorriso).

Me senti aliviada.

-Pode por favor me contar como eu vim parar aqui!- pedi envergonhada.

Eu estava quase surtando por dentro por estar com ele, na casa dela, mas queria saber o que havia acontecido pra eu vir parar aqui.

Ele me contou e quase morri de tanta vergonha, mas ele pulou uma parte, eu sei que não dormi sozinha naquela cama, sei também que ele editou um pouco e eu devo ter dito coisas piores.

-Você editou o final da sua história! Eu não dormi sozinha essa noite!- afirmei erguendo a sobrancelha.

-Estava tentando não te deixar com tanta vergonha!- ele riu. -Você me pediu pra ficar com você, aliás você é hilária bêbada!- ele ria mais.

Oh Deus, eu pedi pra ele ficar, não sei quanto disso ele editou e isso me aterroriza. Mas mais estranho que isso é ver ele tão a vontade comigo aqui, como se nós fossemos amigos de anos.

Tomei café com ele, não falamos muito e agora eu estou completamente nervosa, não sei o que fazer, como agir. Parei pra pensar na noite passada e só então me lembrei da Emy, meu Deus eu larguei ela na festa bêbada, não avisei nada, não dormi em casa e não sei se ela dormiu lá também!

-Ai meu Deus, Emilly!- disse e corri feito maluca escada a cima para pegar meu celular, deixando Justin completamente confuso na cozinha.

INSTAGRAM - JBLeia esta história GRATUITAMENTE!