cap.21

475 25 0

- Tu sabes quem eu sou e principalmente, sabes o que és para mim, certo? – Ela assentiu e eu lambi os lábios. – Não penses que um dia acabará, não penses que amanhã já não me terás a teu lado, pois eu nunca pensei estar aqui neste momento.

Arianna – Mas eu sei onde vais estar amanhã e não é comigo de certeza.

- Também não pretendo andar por New York sozinho, já que o meu voo é só depois de amanhã.

Arianna – Obrigada por estares aqui, não sabes o que significa estares presente. – Entrelacei as nossas mãos. – Não imaginas a falta que me fazes.

Mal vi as lágrimas a quererem saltar dos seus olhos, pressionei o dedo contra os seus lábios, pus a mão no seu queixo, fazendo-a olhar para mim e baixei-me, pressionado desta vez, os meus lábios contra os dela. As mãos dela foram parar ás minhas bochechas, puxando-me mais para si, intensificando mais o beijo.

Pus as mãos na cintura dela, puxando-a mais para mim, enquanto os nossos corpos se mexiam lentamente, à medida que a música acabava.

Quando a música acabou, ela separou os nossos lábios e abraçou-me novamente. Dei-lhe um beijo na cabeça e esperei que ela se acalmasse. Limpei os lábios por causa do batôn e limpei os dela por fora, onde estava borrado.

A Nicole apareceu com uma máquina fotográfica e tirou-nos duas fotos, dando-nos um sorriso e foi-se embora a rir-se, deixando-me meio à nora. A Arianna colocou-se à minha frente e deu-me um xoxo pequeno, o que me fez sorrir.

Olhei por cima da cabeça da Arianna e vi o seu pai a caminhar na nossa direcção, juntamente com a mãe.

- Arianna, os teus pais vêm ai. – Sussurrei ao ouvido dela.

Ela afastou-se de mim e entrelaçou a sua mão com a minha. O pai dela parou à minha frente e o olhar dele, foi parar às nossas mãos entrelaçadas e depois para a Arianna.

Arianna – Se queres fazer uma cena, vamos lá para fora.

Pai – Ainda bem que sabes.

Arianna – Tens cá uma lata tu. – Ri-me. – Achas que vou sair daqui, perder o baile só para estar a ouvir um sermão de alguém que julga ser meu pai? – Apertei a mão dela.

- Arianna… Não sejas bruta. – Sussurrei ao ouvido dela.

Pai – Olha o respeito! – Ele falou alto.

Mãe – Ela tem razão John, aqui dentro não. – Entrelaçou o braço dela, com o do John.

Pai – Achas bem arrastares um criminoso para aqui?

Arianna – Acredita que ele não é o único criminoso aqui dentro. – Riu-se.

Pai – Referes-te ao Jackson? Ele foi lá a casa, falou comigo, pediu para trazer a tua irmã… - A Arianna interrompeu-o.

Arianna – Yasmin.

Pai – Tua irmã. – Ela suspirou irritada. – Continuando, pediu para a trazer ao baile e prometeu, que não ia armar escândalos.

Arianna – Pelo que vejo, tu és a única pessoa que está a armar escândalos.

Mal acabou de falar, puxou-me por entre as pessoas e só parou de andar, perto do bar. Ela pediu champanhe e entregou-me um copo, virando-se para mim. Enquanto falávamos sobre a cena do pai dela, vi que outra coisa lhe chamou atenção, pois ela desviou o olhar de mim. Virei-me e nesse momento, vi o que os seus olhos viam.

O John, segredava para o Jackson.

E a Yasmin olhou para nós, chamando a Arianna com o dedo.

Arianna – Espera-me aqui, por favor.

AAD - Didn't Finish Yet - Second Season.Leia esta história GRATUITAMENTE!