Thiago - "A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena!"

477 60 18

*Galerinha olha eu aqui de volta, eu sei que tá demorando um pouco mais, mas sempre que der eu posto. Algumas histórias já acabaram, como a do Calebe, por exemplo, mas sabe-se lá se não consigo convencê-lo a fazer mais... Hahaha, mais a frente teremos algumas surpresas! <3


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


- Nara, mas aquele homem é muito perigoso! O André é um estelionatário, ele é uma pessoa baixa... - Eu estava servindo o chá para Nara em sua cama, ela não queria tomar, só gostava de café, mas digamos que eu tinha os meus meios de conseguir o que queria dela.

- Ele não é muito perigoso, aquele tipinho não tem inteligência para ser perigoso! - Tossiu - De que é esse chá, Thi?

- De limão adoçado com mel. Nara eu fico nervoso, achei que você... Ei toma o chá todinho! - Falei apontando para a xícara - Como eu ia dizendo, achei que você ia resolver tudo com ele longe daqui.

- Mas eu ia, só que o destino resolveu te ajudar e lascar com a vida dele! - Ela riu maléfica.

- Ai Nara, eu fico com medo por você...

- Tão lindinho assim, com medinho... Só não te agarro aqui e agora pra você não adoecer!

- Tu já tá boa, tá começando a ficar safada de novo! - Rimos juntos, servi mais da bebida para ela. Conversamos mais um pouco até que quando eu estava descendo para me arrumar e começar o trabalho.

- Thi, estou bem melhor. Já estou preparada pra voltar às nossas atividades normais... - Falou sorrindo de forma descarada para mim. Eu como estava super safado sentei em cima dela obrigando-a a deixar a xícara de lado para acarinhar as minhas coxas.

- Quando você não estiver mais espirrando e nem tossindo eu vou te dar um prêmio, mas só se você se comportar e descansar direitinho...

- Mas Thi, eu não posso largar o Diamonds assim...

- Amor, não é nada que não possa esperar por uns dias! Descansa e melhora, vai valer a pena. Te garanto! - Beijei o seu pescoço.

- O que você vai querer fazer?

- Vou deixar a seu cargo decidir!

- Jura? - Suas mãos começaram a passear das minhas coxas para o bumbum, rapidamente sua mão direita entrava em meu calção pela parte traseira, seus dedos começaram a acariciar a junção das polpas. - Vou te castigar por me deixar na expectativa! - A mão esquerda foi passando gentilmente pelo meu torso e eu via o quanto ela queria me beijar. - Só não meto a língua na tua boca agora para você não ficar doente!

- Ai tarada! - Levantei de um pulo e sorri maroto. - Vou cobrar esse castigo, Lady Nara! Agora descansa que eu vou cuidar de tudo lá embaixo. - Beijei na testa e sai rebolante do quarto. Enquanto descia as escadas ia rindo um pouco de toda a situação, até um tempo atrás a ideia de ficar com uma mulher era algo estranho para mim, sorri ao perceber que não havia nada demais.

Entrei em meu quarto e fechei a porta, não deu dois segundos e bateram na porta e estranhei já que poucas pessoas sabiam que era ali que eu estava vivendo. Abri uma fresta e vi André com aquele sorriso cafajeste me olhando.

-O que você quer? - Falei quase gritando.

- Só conversar, mozão... - Ele disse dengoso.

- Não temos nada para conversar! - Ia fechando a porta, mas ele pôs o pé no meio, felizmente bati a porta com força em seu pé e ouvi o ganido de dor daquele safado.

DIAMONDSLeia esta história GRATUITAMENTE!