02 Gigantes

69 9 0
                                          


O chão começou a tremer. As águas do riacho ficaram agitadas. Todos se esconderam atrás das árvores e observaram seres enormes que passavam logo após o riacho. Eles tinham os cabelos compridos e claros, e os olhos que pareciam sóis de tão incandescentes. Possuíam a fisionomia de homens, mas tinham uma áurea angelical. Um deles parou, olhou para oque vinha atrás e disse:

– Este riacho está com um cheiro diferente.

– Diferente de que? Será que um bicho diferente fez cocô aqui. – O gigante disse e caiu na gargalhada.

– Fazia tempo que eu não sentia esse cheiro.

– Você está ficando velho.

– Não subestime a sabedoria da velhice meu caro, aqui passou um descendente de Eva!

– Faz tanto tempo que fomos expulsos que mesmo se tivesse passado um descendente de Eva, você não sentiria o cheiro.

– O cheiro dos que são feitos a imagem e semelhança de quem não sou digno de pronunciar o nome, é peculiar.

Eles passaram, outros apareceram.

– Paratuel, você está sentindo o que eu estou sentindo?

– Cheiro de um descendente de Eva?

– Sim.

– Eu estou sentindo, mas creio que estou com problema de olfato, pois aqui nunca deixariam um deles entrar. É proibido!

– Também acho, mas que há algo nesta floresta que tem o cheiro de um deles,isso eu tenho certeza!

– Vamos embora, temos que estar preparados quando os novos Guerreiros dos Mundos aparecerem perto da cachoeira.

Os guerreiros ouviram e ficaram apavorados.

– Davi,nós vamos enfrentar estes gigantes? Se ao menos eu estivesse na minha forma natural... esse Smoshon é muito frágil!

– Calma,Zoraide! Pelo menos sabemos que é na cachoeira, vamos desviar dela.Você não viu isto nos seus estudos?

– Todos sabem que os livros dos Guerreiros dos Mundos não dizem tudo. Há muito mistério neste treinamento.

Escureceu e havia apenas uma luz amarela ao longe. Eles decidiram ficar mais um pouco e descansar no local para depois seguirem. Os guerreiros dormiram e enquanto eles dormiam cinco gigantes voltaram com sacos e começaram a capturar um a um. Alguns conseguiram fugir antes de serem pegos e correram para a floresta. Os gigantes saíram com os sacos cheios de guerreiros. Davi e Cafil foram pegos. Zoraide conseguiu fugir para a floresta. Quando os gigantes saíram, ela os seguiu com outros guerreiros.

Um dos gigantes começou a dançar e a cantar:

– Minha sacola tem cheiro de descendente de Eva! Minha sacola tem cheiro de um descendente de Eva, Adão... Adão...

– Só você mesmo para pensar que pegou um descendente de Eva.

– Você já conheceu um descendente de Eva?

– Não.

– Então você não sabe qual é o cheiro de um.

Eles caminharam por um bom tempo, chegaram numa cachoeira e entraram em uma caverna por detrás dela. Os guerreiros que os perseguiram pararam e ficaram observando.

– Paratodo, como vamos ajudar nossos amigos? – Zoraide falou em desespero.

– Não sei, mas vamos pensar em alguma coisa.

Guerreiros dos Mundos - Em Busca do Planeta MãeOnde as histórias ganham vida. Descobre agora