04 O Canto da Sereia

62 10 0
                                          

Todos se acomodaram pela praia, a areia fria era um convite ao descanso, no céu havia uma escuridão azulada que ia clareando aos poucos com a estrela branca.Não sabiam eles que perigos e aventuras os aguardavam nem para que caminho seguiriam. Durante toda noite ouviram grunhidos e uivos vindo da floresta, do mar ouviram um som como se muitas vozes cantassem uma melodia.

Davi acordou, ficou encantado com o som que vinha do mar, pois era aficionado por música e essa parecia clássica. Ele nunca tinha ouvido algo tão belo. Sentou-se, ficou com o olhar fixo como que por deslumbre direcionado para o mar. Cafil acordou, esfregou os olhos e sentou.

– É lindo, não é?

– Lindo,lindo...

– Davi,dizem que elas foram tiradas do planeta de origem e espalhadas pelo universo. Lá elas encantavam os seres masculinos e depois os devorava.

– Lindo,lindo...

– Eu sei que são lindas e o canto é lindo, ainda bem que não surte efeito em nós, no meu planeta tem muitas delas... Tiveram que se adaptar e mudar a alimentação.

– Lindo,lindo... – Davi se levantou e foi em direção do mar.

– Davi,Davi... O que pensa que está fazendo?

Cafil correu e conseguiu segurar o amigo na beira do mar, uma sereia veio nadando na direção deles, as pernas apareceram como mágica, ela se levantou e foi nua caminhando em direção a Davi e Cafil, fazendo um círculo ao redor dos dois parou e foi até o ouvido de Davi e falou baixinho em tom sedutor:

– Um homem? Somente os homens se encantam com meus atributos... O que você faz aqui? –Quando ele não respondeu ela questionou mais uma vez e agora alto e em bom som – O que você faz aqui?

– Somos Guerreiros dos Mundos. – Cafil respondeu e a Sereia continuou na posição que estava, mas colocou a mão na nuca de Davi o acariciando e disse:

– Não falei com você vermezinho com seu Smoshon... Falei com ele.

Cafil foi para a frente de Davi e o sacudiu:

– Acorda,Davi!

A Sereia se distanciou,ficando a três metros deles em pé no mar. Davi acordou e disse:

– Oque está acontecendo?

– Não sei, parece que você se encantou com a sereia.

– Eu?

– Sim,nunca tinha visto isto. Existe uma lenda que diz que elas conseguiam encantar suas presas, mas atualmente não acontece mais, hoje elas se alimentam de pequenos animais marinhos e algas.

– Quem liga para pequenos animais marinhos se há um Davi suculento próximo dos meus mares.

Zoraide chegou.

– Oque aconteceu?

– Eu me encantei com...

– Nada,Zoraide. Não aconteceu nada. –Cafil falou tentando dar fim a conversa.

Davi olhou sem entender para Cafil que lhe disse ao ouvido.

– Não comente com ninguém que a sereia encantou você.

A sereia começou a cantar e a dançar rodopiando com a água do mar no seu joelho.

– Que saudaaade... Que Sauuudadeee.... Planeta Mãe é o melhor lugar para viver. Êeeeeeeeeh...Que saudaaade... Que saudaaade! Planeta Mãe,minha princesa... Alguém me leve para lá... Como posso ter saudade de onde nunca nadei? Se houvesse como ir para lá. Será que háaaaaaaaaa?

– Está sem noção,Sereia? –Cafil a repreendeu.

– Louca eu? Pergunta para teu amigo, o louco aqui é ele. Todos venham para o mar... Eu pretendo ter um bom desjejum... – Ela caiu na gargalhada e mergulhou no mar.

– Davi,o que foi tudo isso?

– Nada, Zoraide. Eu já disse – Quem respondeu foi Cafil.

– Eu estou falando com o Davi!

– Zoraide,é como o Cafil falou, não aconteceu nada e depois desta sereia devoradora, acho melhor irmos para a floresta mesmo.

– Isto é história, sereias não devoram ninguém! – Zoraide disse.



Guerreiros dos Mundos - Em Busca do Planeta MãeOnde as histórias ganham vida. Descobre agora