Cap 10- Brigas e mais brigas 😥

13.3K 794 45

Eu- Olha Gustavo eu...

Gustavo- To escutando.

Eu- Eu falei aquilo só pra irritar meu pai.

Gustavo- Não precisa mentir,eu sei que você gosta de mim.

Eu- E gosto... Mas só como grandes amigos.

Gustavo- E grandes amigos também vão pra cama sabia?

Eu- Sim mas a gente não vai

Gustavo- Meu amiguinho aqui embaixo também é grande e pode ser seu amigo.

Eu- Mas eu não quero o seu amiguinho eu tenho o Max.

Gustavo- Então voce prefere o do Max né? Safada.- Ele me olha malicioso.- Pera ae,como é a história Myrella?- E muda o olhar malicioso para um irritado

Eu- Sei lá não sei o que voce disse direito,viu acabou me confundindo porra.

Gustavo- Não fala assim comigo e me responde logo.

Eu- O que ?

Gustavo- Que historia é essa de você e o "amiguinho" desse tal de Max serem assim tão intimos? E quem é Max?

Eu- Ai Gustavo não é nada disso.

Gustavo- Então é o que?

Eu- Você ta me confundindo então presta atenção no volante por favor.

Ele não fala nada até o parque,ficou de cara emburrada o tempo quase todo o que já tava enchendo o meu terceiro saco.

Eu- Gustavo to com fome,bora pegar um lanche ?

Gustavo- To sem fome.

Eu- Então vamos comigo ?

Gustavo- Vou ficar te esperando aqui pode ir.

Eu- Ai para de ser marrento menino.

Gustavo- Eu sou marrento? Que eu saiba isso não é ser marrento.

Eu- Então é o que? Ciumes de mim?

Gustavo- É.- Eu olho pra ele e fico vermelha e deixo escapar um sorriso,ele cora e fica todo sem graça.- Quer dizer... Eu..

Eu- Deixa,esquece eu vou pegar um lanche pra mim.

Gustavo- Traz um pra mim.- Eu sorrio e vou pegar os lanches.

Eu- Aqui.- Eu entrego o lanche e sento ao lado dele.

Gustavo- Valeu,posso te perguntar uma coisa ?

Eu- Pode-

Gustavo- Quem é Max? E o que ele tem a ver com a nossa amizade?

Eu- Max era o meu melhor amigo até os meus 14 anos mas ai a mãe dele resolveu morar em outra cidade,ai nesses dias de suspensão ele apareceu na cidade de novo ai no dia que eu tinha que voltar pro colegio ele me trouxe por que eu tava com raiva do meu pai,e quando cheguei ele me beijou você viu e tornou aquela confusão toda.

A Marrenta No Colegio InternoLeia esta história GRATUITAMENTE!