•ø7•

981 104 51
                                    

Tyler

— o que está fazendo? — sai de seu colo rapidamente.

Ele deu um sorriso malicioso e caminhou devagar em minha direção. Eu andava para trás mas acabei me encostando na porta, então Josh passou as mãos por minha cintura embaixo de minha camisa.

— acho que você sabe o que eu quero Tyler. Desde o primeiro dia...

Eu sabia o que ele queria, ele queria sexo. Mas só faltam um dia. Amanhã é minha última chance. Eu tenho que apelar, e sinceramente? Eu me odeio por isso.
Coloquei minha mão em minha boca fingindo surpreso e disse todo animado.

— AH MEU DEUS JOSH! EU ACEITO SER SEU MARIDO! — ele franziu o cenho e sussurrou um "o que?" — nós vamos ser uma bela família! Ai eu quero uma menina e um menino... o menino vai chamar Jonathan e a menina vai se chamar Tulipa! E...

— TYLER! — Josh me interrompeu. — não é isso...

Arregalei meus olhos e fiz uma cara de choro — quer dizer que não vai me pedir em casamento?!

— não não não Tyler, eu vou... mas agora podemos porfavor nos amar?...

Eu deveria falar "não "? Deveria.
Mas Joshua Dun é tão gostoso...
Amanhã eu penso em algo ridículo a se fazer.

Josh me beijou e disse como um sussurro em meus lábios — eu te amo.

— eu também te amo Josh. — o beijei de volta.

Enquanto nos beijávamos andávamos até o quarto, e Josh caiu em cima da cama, sentado, e eu em seu colo.

Nossas bocas se encontravam violentamente, nossas línguas pareciam uma dança sensual e envolvente.
As mãos de Josh passeavam por de baixo de minha camisa as vezes arranhando minhas costas e minha cintura, a mão dele estava gelada e isso fez arrepios em toda minha pele.
Minha mão esquerda fazia carícias em seu cabelo amarelo neon, enquanto minha mão direita descia para a calça de Josh.
Ele soltava baixos gemidos durante os beijos.

Josh se virou, me deixando por baixo, ele se ajoelhou no meio das minhas pernas e roçou sua ereção na minha, aquela sensação fez ambos gemer.

Josh começou a fazer leves movimento de penetração.

Josh tirou sua camisa e logo em seguida a minha, passou a mão pela minha barriga mediana e abaixou-se para beija-la.
O puxei para cima, comecei um beijo lento e envolvente, com pouco de dificuldade tentei abrir a calça de Josh, e a abaixei.
Ele sorriu, separou de meus lábios e abaixou a minha, agora estávamos de cuecas.
Ele desceu seus lábios pelo meu pescoço, peitoral, e foi até minha parte intima que estava até apertada por conta da excitação.
Ele tirou minha cueca e o abocanhou.
Josh chupava com vigor enquanto massageava minhas bolas, e isso estava me levando a loucura.
Eu me contorcia todo, meus dedos dos pés, minha costa, tudo.

— aah... Jo-Josh, e-eu vou...— tentei avisar que estava vindo um orgasmo mas antes que terminasse a frase eu me desmanchei em sua boca.

— continua delicioso... — ele engoliu tudo.

Eu estava ofegante, meu corpo pegava fogo, eu ainda podia sentir Josh em mim.

Ele levou um dedo até minha boca e deu para mim chupar, e eu fiz isso da maneira mais suja possível.
Ele colocou uma na entrada enquanto me olhava mordendo os lábios.
Ardia, mas era uma dor boa.
Ele não colocou o segundo dedo, ele me beijou e colocou seu membro na minha entrada me fazendo gemer alto.

Ele aumentou as estocadas sem dó.

— Isso Josh! Aaa! ... de novo! Aaaa — eu gemia que nem uma cabra e Josh apenas soltava um "humm" "Tyler meu deus" "você é apertado" ou as vezes só meu nome.

Ele acelerou as estocadas e teve um orgasmo dentro de mim, não demorei muito e sujei meu peitoral.

Ele deitou-se ao meu lado respirando ofegante e disse.

— Tyler.

E eu só respondi.

— Josh...

✨ sigam Joshiler

Aposta // JOSHLEROnde as histórias ganham vida. Descobre agora