PARTE 03 Treinamento: Guerreiro dos Mundos - Água 01 A Ilha

82 9 0
                                          

A Nave-mãe aterrissou em uma ilha de um planeta da Galáxia do Boto. A ilha era pequena,formada de areia branca, algumas pedras e poucas árvores. Todos desceram com seus equipamentos de Guerreiros dos Mundos. As roupas e equipamentos foram organizados com o objetivo de facilitar o deslocamento. Todos possuem uma mochila pequena com algumas ferramentas, botas altas que ficavam coladas nas pernas, luvas grossas para proteger as mãos e uma roupa azul que contornava o corpo. Davi olhou em direção ao horizonte, avistou no mar algumas pedras ao longe, pareciam que flutuavam sobre a imensidão do oceano.Ele apertou os olhos tentando enxergar mais longe. Zoraide tirou algo da mochila e amarrou os cabelos negros. Ela foi em direção a Davi passando a mão direita na boca descendo até o pescoço e disse:

– Guerreiro, que imensidão de azul é está? Como vamos saber que caminho seguir?

– Eu não sei, só temos este mar e está minúscula ilha. – Davi falou girando o corpo em trezentos e sessenta graus observando toda a ilha.– Mas eu prefiro que você me chame pelo meu nome, Davi.

– Pode ser Davi, e o meu é Zoraide. A nave já foi e estamos perdidos agora. Para onde vamos?

Davi ficou um pouco em silêncio, observou tudo e percebeu que o único lugar que eles poderiam se mover era para o mar, Zoraide novamente indagou olhando para o horizonte:

– Para onde vamos?

– Calma garota! Eu também não sei, mas vamos seguir em frente até alcançar o portal que nos leva para a outra fase.

– Garota!Diferente essa palavra. É coisa boa? – Zoraide questionou interessada.

– Claro que sim! Garota é uma mulher jovem, é como um elogio.

– Ah!Sim, agora lembrei... Eu dei uma estudada nas palavras usadas em outros planetas e no Planeta Mãe, devo ter me esquecido desta.

– Você sabe nadar, Zoraide?

– Claro que sei! Você acha que eu viria para este treinamento sem me preparar?

– Será que somente eu cai nessa situação sem querer? –Davi ainda tentava entender se teve sorte ou azar.

– Como assim? Caiu sem querer?

– Depois eu te conto, agora temos que decifrar o que viemos fazer aqui.– Davi falou caminhando pela ilha tentando encontrar o que eles precisavam fazer para dar continuidade ao treinamento.

– Depois me conta? Você não está aqui como todos nós buscando passar no treinamento e ir para o Planeta Mãe?

– Claro que sim! Quero muito conhecer o Planeta Mãe e levar algo de bom para meu planeta, a Terra.

Eles continuaram caminhando mais apressados observando toda a pequena ilha.

– Terra?Nunca ouvi falar deste planeta. São tantos que não dá para decorar o nome de todos. Se bem que ainda existe muito universo para ser percorrido. Sabia que é infinito? O que deve existir de planeta que ainda não foi catalogado nos mapas do Rei Astelion...

– Acho provável que não tenha ouvido falar da Terra mesmo. No meu planeta nós não temos contato com seres de outros planetas. Pelo menos, que eu saiba, não há seres de outros planetas convivendo conosco –Davi deu risada e olhou para a mais nova amiga.

Zoraide observava alguns que começaram a entrar no mar, ela apontou para eles e disse:

– Davi,vamos com os demais?

– Achoque sim, é a única saída que temos. O último que pular na água é mulher do padre.

– Padre?Quem é este Padre? Ele tá aqui?

Guerreiros dos Mundos - Em Busca do Planeta MãeOnde as histórias ganham vida. Descobre agora