two

9K 889 623
                                    

Após uma semana, Peter e Wade tornaram a se encontrar. Chovia, nesse dia. Havia poucas pessoas nas ruas e as lojas estavam fechadas. Era possível ouvir a água da chuva escoando por calhas. Graças à essa tranquilidade,  ninguém reparou que o Homem Aranha estava sentado ali, em um beco.

Peter tinha acabado de lutar com o Duende Verde, após um ataque do vilão. Conseguiu vencê-lo após muito esforço e o entregou a polícia.  Em compensação, estava com o ombro dormente, seu nariz estava sangrando e uma dor de cabeça horrível o atormentava. Antes de voltar para casa e sofrer um interrogatório de seus pais sobre seu nariz, decidiu sentar um pouco em uma canto e arejar a mente. O cheiro da chuva sempre o ajudou a relaxar, desde que era criança. Claro que sua tranquilidade durou pouco tempo. Não havia se passado nem 10 minutos que Peter estava ali, quando algo bem pesado caiu em cima dele. Para a "sorte" dele, era Deadpool.

-Ora, se não é o meu espetacular Adolescente Aranha! -O outro exclamou, não se dando o trabalho de levantar de cima do garoto.

-Ah, não! -Ele empurrou o homem de cima dele e se levantou rapidamente- Não acredito disso! E eu achava que meu dia não podia piorar...

-Sei que você me ama, baby boy! Eu também te amo.

-A gente nem se conhece direito, seu maluco!

-Já ouviu falar de paixão a primeira vista? Por que assim que eu olhei essa sua bundinha, pode ter certeza de que eu me apaixonei.

Peter avançou para socar o maior, mas antes que fizesse isso, seu sentido aranha disparou intensamente, por isso parou no meio do ato e olhou para cima, em direção à um dos prédios que tinham ali. Foi quando percebeu que stavam cercados por um bando de caras armados.

-Ah, eu esqueci que estava fugindo desses caras. -Wade riu, puxando uma de suas espadas nas suas costas- O Fisk mandou esses babacas atrás de mim, sabe?

-Fisk? -Peter perguntou- Isso parece nome de curso de inglês.

-Foi exatamente isso que eu disse pra ele! Baby boy, é bom saber que o nosso senso de humor é parecido.

-Já falei pra não me chamar assim. -Ele começou a caminhar para fora do beco.

-Ei, espera! -Deadpool segurou o braço do menor- Vai me deixar sozinho aqui com esse idiotas? Não faz isso, por favoooooor!

O outro apenas suspirou e se soltou do aperto do maior. -Aff, tudo bem. Mas se você fizer uma gracinha, eu vou embora!

-Yay! Eu te amo, baby boy!

-Ugh, vamos acabar logo com isso.

Os dois então avançaram na direção dos homens armados.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
-Essa luta foi incrível! -Wade exclamou, abraçando Peter

-Ai, para com isso, me larga! -Peter empurrou o outro, se desvencilhando do abraço- E como você pode chamar isso de "incrível"?! Eu estou completamente machucado e você levou vários tiros! -Foi então que a ficha caiu para ele- Espera...Você levou vários tiros, como você está bem?

-Ah, nada de mais, eu tenho fator de cura. -Ele deu de ombros- Mas é bom saber que você se importa comigo, baby boy!

-Dá pra você parar de me chamar assim?

-Você é muito sensível.  -Wade respondeu- De qualquer forma,  tenho que ir embora agora. Ainda tenho que socar a fuça do Fisk! Obrigado pela ajuda, baby boy.

Ele então abraçou o menor mais uma vez, antes de sair correndo pela rua. Peter apenas grunhiu,  mas não pôde deixar de perceber que ficou corado.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Oi amores!
Desculpa o atraso de dois dias :v
Até o próximo capítulo! !

Baby Boy || SpideypoolOnde as histórias ganham vida. Descobre agora