☀82☀

19.7K 2.5K 17.8K

Deem suporte à fanfic, votem e comentem. Boa leitura!





Detesto a forma como as coisas vem e vão sem aviso prévio. Poderia haver um aplicativo que te envia uma notificação, avisando que um filho da puta vai chegar na sua vida.

— Hey! — Jin disse assim que eu abri a porta de casa. — Como foi em Seul? Eu vi uns vídeos das crianças lutando. Mas me conte dos detalhes.

Ah, eu tinha acabado de chegar em casa, estava com uma puta dor de cabeça, de coração fodidamente partido… Não, eu não estava afim de ficar jogando conversa fora. Eu queria me enfiar debaixo das cobertas e fingir que minha realidade era perfeitamente utópica.

Nos meus sonhos, meu amor fica comigo.

— Ei, Jungkook — Seokjin me deu um leve empurro. — Que cara é essa? Eu vi nos vídeos, os meninos foram super bem… Por que você parece ter voltado de um velório?

É que minhas esperanças foram assassinadas.

— Eu tô cansado… Só isso. — soltei um suspiro enquanto eu me jogava no sofá. — Seul é longe, sabia?

— Fala a verdade — Jin pediu, sentando-se ao meu lado. — O que tá pegando? O que aconteceu?

— São nove horas da manhã, eu passei a madrugada dentro de um carro com meu patrão discutindo com a esposa dele ao telefone. — expliquei. — Me sinto dentro de um divórcio.

— Eu te conheço desde que te encontrei perdido numa boate gay — Jin abriu um sorriso acolhedor. — Vá, baby, sabe que pode me contar tudo. É algum segredo?

— Não… — eu me encostei em seu ombro e o senti acarinhar meu cabelo. — O Yoongi apareceu lá.

— Tá… O Yoongi é esquisito, mas é fofo feito um bumbum de nenem. O que ele pode ter lhe feito?

— Nada… — eu não estava realmente afim de lembrar do meu fracasso, mas desabafar com Jin era bom. — Ele ligou para o Jimin, e o Jimin disse umas palavras de incentivo para as crianças.

— Ah, como eu não pensei nisso — Seokjin bateu na própria testa. — “Jungkook triste” só pode ter um motivo: macho.

Calúnia.

— Vai embora, Jin — eu disse, mas na realidade, só me agarrei mais à ele.

— Ah, tá carente demais — Jin riu, mas logo cessou, ficando sério. — Tá assim por causa da ligação do Yoongi pro Jimin? Tá assim porque ouviu a voz dele?

Queria que fosse só isso.

— Na verdade… — respirei fundo antes de dizer. — Eu fui jantar com o Yoongi, e na volta, encontrei a porra do Jimin na rua, lindo pra caralho. Eu segui ele até o hotel onde ele estava, ao estilo stalker, e eu consegui entrar no quarto ele, e adivinha? Eu marturbei ele. No fim ele me deu um pé na bunda. — contei. — A notícia boa é que eu tô de férias.

SeokJin deixou o queixo cair e os olhos saltarem, provavelmente chocado, e então soltou um “porra” muito sutil.

— Sua formatura é amanhã? — perguntei, distraído com um fiozinho solto de meu moletom.

— É… Espera, Jungkook — Jin precisou coçar os olhos antes de prosseguir. — Você viu o Jimin? Você esteve com ele? Você o m-masturbou? O que?

— Não vou repetir toda minha desgraça duas vezes — fechei a cara e me levantei do sofá, indo em direção à porta que levava à sacada. — É, eu estive com ele… E foi a última vez.

— Ah, Kookie… — Jin soltou um muxoxo. — Uma pena que as coisas tenham ficado assim.

Eu me encostei no batente da porta e encarei os prédios à minha frente, e a pouca luminosidade que vinha do céu. Tudo estava cinza.

Sunboy {jikook}Leia esta história GRATUITAMENTE!