• Two •

4.2K 500 362
                                                  

Acordo ao ouvir a campainha que indica que algum aviso será dado pelos comensários de bordo. O menino já não está mais em meu colo, ele dorme na poltrona ao lado, encolhido e abraçado ao seu panda. Aquela poltrona se torna enorme comparada ao seu pequeno corpo.

Desencosto minha cabeça da janela ao ouvir as instruções de que iriamos pousar, coloco meu cinto e olho pela janela enquanto o avião pousa.

Finalmente em solo, chego em mais um paradeiro de pesquisa. Se à alguns anos atrás eu dissesse à alguem que este seria meu futuro, talvez recebesse risadas incrédulas, pois nem eu acreditaria que seria capaz de fazer tal escolha ou até de realiza-la.

Solto o cinto e me levanto para pegar minha bolsa, abro-a colocando o que eu havia levado em meu colo durante a viagem.

-Quer que eu pegue?- pergunto a mulher me referindo a sua bolsa e a de seu filho.

-Por favor!- ela sorri pegando o garoto sonolento no colo.

-Tudo bem, eu lhe entrego lá fora!- digo assim que a mulher estende a mão para pegar as bolsas com certa dificuldade.

Descemos do avião e ao chegarmos na plataforma de desembarque a mulher coloca a criança no chão e arruma seus pequenos fios lisos, ela pega a mochila colorida e coloca no garoto, logo pegando a sua e pendurando em seu ombro.

-Muito obrigada! Eu posso dizer que Hiuky gostou de você!- ela sorri segurando na mão de seu filho.

-Sem problemas! Mais um pouco e eu sequestrava essa criança!- brinco me abaixando na direção de Hiuky. - Que tal um abraço?- digo abrindo meus braços para o pequeno.

O menino solta mão da sua mãe e coloca seus pequenos braços em volta do meu pescoço, sinto um estalo em minha bochecha, e o aperto em meus braços. Solto o garoto e ele se afasta segurando a mão de sua mãe.

-Espero poder encontra-la por ai!- a mulher diz sorrindo.

-Também espero.

Ando em direção à esteira e fico a procura de minha bagagem, diversas malas rodam por ai, dentre tantos medos que eu poderia ter quanto a viagens talvez o meu maior é de que minhas malas se perdessem.
Porém entre tantas, logo encontro as minhas.

Pego-as e me dirijo a uma das cabines para que tornem legal minha entrada no país. Entrego meus documentos e meu passaporte ao homem que se encontra do outro lado.

-Certo, seu nome é Sky Summers?- pergunta e eu afirmo com a cabeça.- Nacionalidade Canadense, tem vinte anos de idade, nascida em 14 de novembro de 1996.- ele repete enquanto digita os dados. - Qual o motivo que a trouxe para a Coréia do Sul?

-Estudos!

-Tudo certo, então seja bem vinda senhorita Summers!

-Obrigada!

Pego meus documentos e me dirijo para entrada do aeroporto a procura de um táxi para me levar a minha moradia temporária. Entro em um dos táxis, e enquanto o motorista guarda as minhas malas procuro por um papel em minha bolsa e rapidamente anoto o endereço que estava nos documentos que a  universidade me entregara, torço para que minha letra hangul seja ao mínimo legível.

Assim que o motorista adentra o carro lhe entrego o papel com o endereço que eu acabara de escrever.

-Oh este é um bom lugar na cidade.- o senhor diz ao analisar o papel em suas mãos, e eu agradeço pelas minhas aulas em coreano não serem em vão.

O táxi sai pelas ruas de Seul e eu observo os pequenos comércios que se aglomeram alí em volta, me encanto pela delicadeza que há em sua arquitetura. Durante minhas viagens sempre gostei de observar as construções locais, desde prédios grandes até arquiteturas minuciosamente elabora, mas tal delicadeza presente  nestas me faziam ter certa preferência.

Passamos em frente a um grande campus, e tenho quase certeza que essa é a universidade a qual estou matriculada. Mais alguns minutos e logo o carro para em frente a um prédio azul royal.

-Então é aqui! Este realmente é um ótimo local!- o senhor diz ao estacionar o carro.

Lhe pago o valor da viagem, e desço indo junto ao motorista que abre o porta malas, pego-as assim que ele as retira.

-Obrigada!- sorrio e o senhor acena, voltando ao seu táxi.

Adentro o prédio com minhas malas, indo até  um balcão que há no hall de entrada.

-Sky Summers.- digo e a recepcionista logo abre uma agenda.

Ela procura marcando com seus dedos o meu nome, que alguns segundos ela o encontra, e se vira pegando um conjunto de chaves.

-5° andar, apartamento 13. Seja bem vinda senhorita Summers!- ela sorri gentilmente.

-Obrigada!- digo pegando as chaves.

Sigo até o elevador e assim que a porta se abre, respiro fundo fechando meus olhos e pensando em outra hipótese de chegar ao meu andar, entretanto o adentro puxando minhas malas, e apertando o botão com o número cinco indicado. Alguns segundos se passam até que o elevador pare e indique o quinto andar no painel antes de abrir suas portas. Logo que as portas se abrem saio o mais rápido levando minhas malas.

Analiso aquele corredor, suas paredes tem um tom bordô e as portas dos apartamento guardam a cor de madeira polida, vejo que os números crescem da direita para esquerda. Treze é o número do último apartamento, assim que chego na porta deste encaixo a chave e a viro abrindo a porta.

Tenho a visão de uma sala com paredes bege, dois sofás que circundam a parede terminando ao lado das cortinas branca que tampam as portas da pequena sacada.

Separada por um pilar que deveria ter em torno de um metro e meio está a cozinha, emoldura em um mármore que envolta seus utensílios e acima um armário branco com vidro em suas portas. E ao centro uma mesa marrom com vidro no centro.

No pequeno corredor há uma porta ao final, e duas portas paralelas, os quartos, ambos são com uma tonalidade nude rosada em suas paredes, uma grande janela ao lado da cama esta encostada na parede.

Esse era um dos melhores apartamentos os quais eu já havia estado. Em um ótimo tamanho para duas pessoas. Eu iria dividi-lo com mais alguem, que tenho informações limitados, mas sei que virá para os mesmos fins que eu, e provavelmente chegue a esta semana.

Att:
        Hey, eu agradeço muito por estarem acompanhando a fic! Está no começo mas tive resultados acima do esperado.
     Eu realmente espero que gostem da história, e aceito críticas e opiniões.
     Tentarei postar outro capítulo essa semana.
     Eu andei recebendo várias capas que algumas leitoras fizeram, então estarei as intercalando.
    Obrigada a você que leu até aqui! XxNanda

So Far Away | mygOnde as histórias ganham vida. Descobre agora