13. Girlfriend?

40 5 32

Canadá - Toronto - Abril - 2017
Point Of View Bridget Campbell

Justin subiu calado para o seu quarto agindo ao contrário do que eu esperava, mas depois do olhar que eu recebi, desconfio que tudo esteja realmente bem.

Fui até a cozinha e tentei agir normalmente, coloquei seu prato na mesa e aguardei a sua chegada.

Eu não sabia se agradecia aos céus pela visão que estava tendo ou se martirizava por provavelmente estar parecendo uma pateta babona. Ele desceu vestindo apenas uma calça, apenas.

Sem olhar para mim, seguiu reto até a cadeira e começou a comer. Percebi que seus cabelos estavam molhados, e os...

- Você está me incomodando com esse olhar.

- Perdão, Senhor Justin. Vou me retirar.

- Não! - Ele finalmente olhou para mim e mesmo de longe, pude admirar o caramelado daqueles olhos. - Quero que fique.

Concordei e permaneci ali, parada como uma estátua até ele terminar. Justin levantou e saiu, peguei seu prato e o lavei.

Respirei fundo antes de ir até a sala, eu precisava ir embora, mas sem deixar de explicar-me.

- Licença, eu queria...

- Veja, esse episódio é hilário. - Disse me interrompendo.

- Senhor Justin, o rapaz que estava aqui entrou porque...

- Ele vai derrubar tudo. - Gargalhou ignorando-me pela segunda vez.

Point Of View Justin Bieber

Ela estava nervosa como eu queria, então continuei a provoca-la, afim de colocar meu plano em ação.

- Justin! Eu estou falando com você. - Com uma mão na cintura ela posicionou-se na frente da TV.

- Eu ouvi, agora sai da frente. - Como uma criança, Bridget bateu o pé no chão e bufou.

Mas logo após, parando uns instantes antes de agir, ela calculou que deveria ser a hora de utilizar a sua beleza para me seduzir, só que não esperava que fosse logo com aquele par de pernas tão tentadoras, aí era golpe baixo.

Tudo naquela mulher era sedutor para mim.

- Lembra quando você disse que deveríamos ter uma relação amigável? - Bridget caminhou em minha direção e posicionou suas pernas entre as minhas. - Eu estou disposta a isso, mas você não colabora.

Levantei velozmente do sofá e coloquei suas pernas ao redor da minha cintura, caminhei até a sacada e a sentei na primeira superfície que avistei ali.

- Você adora me ver assim, não é garota? - Puxei seu cabelo deixando seu pescoço exposto para mim. Minha língua passou por aquele lugar que eu tanto gosto, mas deixei para passar mais tempo no meu preferido, seus lábios.

Ela passou os braços por meu pescoço e senti que estava sem sutiã quando grudou seu tronco ao meu peito nu. Minha língua passou um bom tempo aproveitando o gosto bom que aquela boca tinha, mordi seu lábio inferior e ela aprovou aquilo quando gemeu.

- Agora você vai me contar o que pretendia quando interrompeu minha série, se não fizer isso eu paro imediatamente.

- Parar com o que, Justin?

- Comece a contar, Bridget.

Deitei seu tronco na mesa e levantei sua camisa até os seios. Beijei, mordi e lambi sua barriga, repetindo o mesmo processo nos seus peitos. Ah! Ninguém nunca vai entender o quanto eu esperava por isso.

Chained SoulLeia esta história GRATUITAMENTE!