The Shadow...

4.8K 390 11

Parei de andar de repente. Jason parou ao meu lado sobressaltado com a minha subita paragem.

Jason: Viu alguma coisa princesa?

Eu: Ahn... Importasse se eu for ali ver uma coisa?

Jason: Que coisa princesa?

Eu: Uma... Uma flor?

Jason: Tudo bem mas... Volte logo... Estou encarregue de cuidar de si, por isso não se demore, por favor.

Eu: Não se preocupe conde, eu volto num instante...

Caminhei rapidamente até à arvore onde estava a sombra, mas assim que cheguei mais perto a sombra moveu-se um pouco...

Eu parei... Não queria assustar ninguém...

Suspirei nervosamente e dei mais dois passos encostando-me à arvore, do lado contrario à sombra... Observei-a e quando fiz menção de me virar a sombra desapareceu do nada... Virei-me por completo e de facto... Não estava la nada nem ninguém... Estranho, estaria a ficar louca de vez?

Dei costas, caminhando lentamente de volta a Jason, que me esperava olhando para um pássaro num ramo de uma árvore. Assim que ele notou a minha presença ele falou...

Jason: Bonito, não?

Olhei para o pássaro... Ele era lindo... Tinha asas azuis e pretas, o bico meio alaranjado  e os olhos meio vermelhos...

Eu: Sim... Muito bonito mesmo...

Jason: Tal como a princesa...

Eu: Obrigada Jason... O senhor também é muito bonito.

Jason: Obrigado Alteza.

Eu: Conde Jason...?

Jason: Diga Alteza.

Eu: Isto pode soar um pouco estranho ou lunático mas... Já ouviu falar em criaturas das trevas?

Jason: Aquelas que vêem das profundezas do Inferno, para nos dominar?

Eu: Sim... Essas mesmo... Acredita nelas?

Jason: Bem... Sinceramente não... Nunca vi nenhuma e além disso já estive mais o meu pai e uns guardas a tentar caça-las mas nunca encontramos nenhuma... Dizem que são imortais mas que morrem com uma estaca de madeira espetada no peito, mais concretamente, no coração... Mas eu não acredito... E a princesa, acredita?

Eu: Bem... Não sei... Nunca vi nenhuma mas tenho esperança de vir a encontrar uma...

Jason: Para que meios? Se elas forem reais podem magoa-la e até mata-la...

Eu: Para isso é que eu preciso de um marido tão valente como o Jason... Não é?

Eu sorri para ele avançando mais um pouco em relação a ele... Somente lhe disse isto porque aquela sombra me tinha interessado... E se ela fosse de uma das criaturas? Era otimo... Aliás, até podia haver mais naquela zona, mas elas não andavam à luz do dia, não sei o que possa ser... Tenho de descobrir...

Eu: Vamos Jason, já está a escurecer... Deve faltar pouco para o jantar, certo?

Jason: Sim, princesa... Vamos...

Voltámos para o castelo... As nossas famílias falavam sobre negócios e o possível casamento, até nos verem, logo o tema de conversa mudou para nós e se gostávamos ou não da companhia um do outro, o que achavamos  e essas tretas todas... Até vir a hora de jantar... Jantamos calmamente, e sempre na conversa, a comida estava ótima e o castelo era deveras acolhedor e confortável, talvez até mais que o nosso... Eu realmente estava a gostar de estar ali e também estava a gostar das pessoas que viviam nele... Este comparado com os outros castelos, condes, lordes, duquesas e tudo o resto, era o melhor.

A noite chegou depressa após algumas horas de conversa e entretenimento, cada um foi para o seu quarto. O meu era enorme, tinha uma cama do tipo King Size, um armário grande, cadeiras, mesa, sofa e uma janela que dava para uma varanda, mas estava tapada com os cortinados que voavam levemente devido à brisa que entrava pelo quarto a dentro... Seria melhor fechar a janela...

Dirigi-me aos vidros para poder fecha-los... Quando cheguei senti uma grande vontade de espreitar pela varanda, não sei porquê, mas devia ser pelo facto de já não ver o luar à anos...

Abri mais a porta e caminhei até à barra da varanda, sentindo a luz da lua cheia a bater na minha cara e a leve brisa fria da noite a voar contra os folhos do meu vestido... Abri os olhos agarrando a barra, apoiando-me nela... Desci o olhar até aos vastos jardins que eram verdes, mas a noite fazia-os ficarem azuis... Passei pelas árvores e relva até encontra uma sombra... A mesma sombra... Boas noticias... Eu não estava a ficar louca.

Nessa mesma hora, arregalei os olhos e debrucei-me mais sobre o parapeito, deixando o queixo cair levemente... Desta vez a sombra tinha dono... Pela luz que a lua me permitia ver era um homem estava parado, no meio da relva a olhar fixamente para a varanda onde eu estava, mais propriamente para mim... Assim que o homem reparou que o meu olhar era dirigido a ele, ele soltou um sorriso de canto mostrando... Um dente aguçado? Não! Não podia ser!

Abanei a cabeça fechando fortemente os olhos rezando para que as boas noticias passassem a más e que eu estivesse mesmo louca. Quando os voltei a abrir o homem tinha desaparecido... Senti a minha respiração a falhar... Procurei por todo o lado do homem, mas nem sinal dele... OK... Hora de ir ver um médico...

Engoli em seco, acabando por desistir de encontra-lo e virei costas, entrando no meu quarto fechando as janelas mas havia algo diferente no quarto... A porta que eu tinha fechado encontrava-se agora aberta...

A Vampire's Dangerous Love || Niall HoranLeia esta história GRATUITAMENTE!