Em pleno século vinte e um, muitos bairros ainda são um desinteresse ao olhar do Governo. Muitos bairros passam a ideia errada e acabam por ser desmoralizados. Classes altas fogem deles, as classes médias procuram a todo o custo um pequeno apartamento nos arredores da cidade e a classe baixa e parte média, fica nos bairros. Trabalham na cidade, nas pequenas lojas dos bairros, cafés, bares e assim sobrevivem.
Yorkshire não é a exceção. Dividida desde de há muito por dois bairros. West Side e East Side. Desde de sempre para sempre haverá esta divisão.
Até ao século vinte ambos os bairros circulavam drogava, contrabando de armas, corridas ilegais, roubos nas pequenas mercearias, mortes frequentes. Às sete da tarde as crianças refugiavam-se em casa. Os pais achavam, e com razão, um perigo andar na rua. O medo vinha em alturas e desaparecia em outras.
Eu sempre vivi neste pequeno e grande mundo. Os meus avós tinham uma pequena mercearia na entrada do bairro East Side. Sempre aqui vivemos. O meu irmão morreu há dois anos – Jonathan Jackson. Talvez desde daí tudo tenha se tenha transformado. Tudo tenha mudado de rumo porque agora, agora sou eu que tenho o comando do bairro East Side – Janice Jackson. 21 anos. O meu irmão controlou desde cedo este lado de Yorskire. Tudo passava nas suas mãos - drogas, armas, carros, roubos. Todo ele controlava isso juntamente com o cabecilha do lado West Side. Cresci a vê-lo nos maus momentos da vida. A combinar “ações” com Niall Horan na cidade de Londres. Niall Horan controla o lado West. Em toda a minha infância foi privada de o conhecer, o certo é que agora, depois da morte do meu irmão, Niall quer este lado para o seu poder.
Apesar de nunca o ter conhecido, a sua pessoa é-me repugnante. O seu lado continua com a pior fama. Drogas aqui e ali, desrespeito em cada esquina; prostituição em cada beco; putos a fumarem com idade de estarem em casa a verem bonecos. Muitas das pessoas do seu bairro compraram casa do meu lado. Porque será.
Não sei se pelo motivo de sempre ter vivido neste mundo ou pelo ódio de ter visto o meu irmão morrer pelas drogas que tendo mudar a fama de East Side de Yorkshire. Nada de drogas, tráfico, seja o que for. Nada de mal. Nada de desrespeito. O que apenas não consigo mudar são as corridas ilegais. Talvez pela simples razão de eu correr. Um pequeno vicio em que o prémio nos ajuda a viver juntamente com o bar que o meu irmão abriu num beco do bairro. Agora, é bem frequentado e sempre que há pancadaria os envolvidos são expulsos do bar e proibidos de lá voltar durante dias.
Josh, Zayn, Ashley, Harry, Rosana, Paul, Mark e uns quantos ajudam-me em tudo isto de ter um bom bairro.
Paul e Mark encarregam-se da segurança do bar sempre que preciso. Ambos têm um ótimo físico, altos, bem musculados, fortes. Quase sempre com uma cara trancada e fechada. Se alguém tiver que bater em alguém nos chamo-os e eles tratam do assunto.
A socialização do Zayn tem dois lados que se contradizem. Por um lado, intimida as pessoas pelo seu corpo tudo tatuado, pelos seus piercings na sobrancelha e nas orelhas e a sua cara de poucos amigos. Por outro, esse lado de mauzão dá-lhe uma certa graça e quantas não são as raparigas que suspiram por ele. Apesar dos seus defeitos e do seu passado, eu colocá-lo-ia no topo das melhores pessoas que conheço mas pelo simples facto de ele não conseguir ter uma vida instável com a sua filha deixa-me doente. Zayn conheceu Rosana há uns sete ou oito anos atrás. Ambos viviam no lado West Side. Rosana mudou-se para este lado devido à morte do pai e de ter que viver com a tia. Rosana é uma rapariga quase do tamanho do Zayn. Magra, de cabelos castanhos até ao cotovelo. Também o seu corpo é coberto de tatuagens e um dos lados da sua cabeça não tem cabelo - ela rapou-o um pouco o que não faz sentido na minha cabeça. Antes de se mudar para o East Side, descobriu que estava gravida. A criança nasceu. Ambos assumiram o seu namoro e a pequena bebé foi para uma instituição – Rosana tinha 15 anos; Zayn vivia com Niall no bairro oposto e ainda ambos estudavam. Para eles o que mais desejava era conseguirem uma boa vida para viverem os três mas pelo andamento destes dois, será algo que vai durar. 6 anos se passaram e não mudaram nada. Só tenho pena da pequena Lux que me chama vezes sem conta de “tia” deixando-me a mim e a Ashley orgulhosas e babadas por sermos intituladas de “tia”.
Ashley é uma rapariga alta, magra, bonita. Os seus cabelos são de um belo castanho até a meio da omoplata pois daí até meio das costas, as pontas do seu cabelo são de um rosa vivo realçando ao sol o cinzento dos seus olhos.
Josh tem também o seu corpo tatuado. Os músculos bem constituídos e é quem trata dos carros para todas as corridas.
Harry sempre foi o meu braço direito. Ao contrário do Zayn, as suas tatuagens não intimidam ninguém. Anda sempre com os seus caracóis pretos num ar de peluche fofinho e cai nas graças de toda a gente.
Eu não sou nada extremista – não tenho tatuagens, piercings ou um metro e setenta e cinco como a Ashley. Não sou mãe, não fumo e o meu cabelo não está rapado ou cor-de-rosa. Pelo contrário, é castanho, comprido e meio ondulado. Não fazendo nenhum contraste com os meus olhos esverdeados e a minha pele não é tão morena como Rosana.
East Side vai viver novos dias de mudança, descobertas, amor e desafios.
As ruas por vezes serão obscuras e traiçoeiras mas também elas podem ser amigáveis, mudando-nos a vida.
Juntem o ódio criado ao longo de toda a vida a um encontro desajeitado e tudo mudará.

Street DarkLeia esta história GRATUITAMENTE!