Estou sentado no escritório com pilhas de papéis para ler e analisar, a RA Agency está tomando um rumo importante no mercado e eu fiquei como o encarregado de fazer parceria com uma das mais famosas corretoras de imóveis de Roterdã. Essa parceria vale minha carreira e se eu conseguir, vou ganhar mais ações e posso dar uma vida melhor para minha família e comprar uma casa maior pois meus gêmeos já estão crescendo e merecem um quarto para cada um, não podemos ficar nós quatro dormindo no mesmo quarto para sempre. Escuto o estrondo na escada e vou correndo ver o que é, só consigo pensar que um deles caiu na pequena escada de ferro que temos para o andar de cima, que é onde se localiza o quarto.
Me deparo com Camila descendo as escadas puxando uma mala nas mãos.

– Vai viajar? – Pergunto confuso. Ela termina de descer as escadas, respira fundo, cruza os braços e me encara.

– Não dá mais, Lorenzo! Eu tentei, juro por Deus que eu tentei, mas não sirvo para essa vida de mãe e dona de casa. Estou indo embora! – Ela termina de dizer arrastando a mala e indo em direção a porta, vou atrás dela transtornado.

– Camila, ficou maluca? E os nossos filhos? E o nosso casamento? – Tento segurar o braço dela, que tira minha mão com um puxão.

– Que casamento, Lorenzo? Sua vida é se matar nesse emprego de merda, eu mereço mais do que isso! Você merece mais do que isso! E quanto as crianças, elas ficam melhor com você. – Saiu batendo a porta e entrando num táxi que já a esperava do lado de fora. E eu fico olhando ela ir na porta e só consigo pensar o que vou dizer para as crianças.    

Tudo que vai, voltaLeia esta história GRATUITAMENTE!