2°T Capítulo 29 (parto? a volta..)

6.6K 483 77

Ághata on
3 meses depois
Posso dizer que esses meses que se passaram foram os melhores da minha vida, finalmente eu conseguir ser feliz, Alicia já está com uma barriga enorme, ela está de 8 meses (quase 9) e falta bem pouco pra ela ter o bebe, o casamento está marcado para da qui a 2 meses, e todos estão muito felizes, papai e Melissa sempre quiseram uma casa só deles, e o Diogo le deu esse presente, agora eles moram sozinhos em um apartamento bem perto da qui, a empresa de Diogo está crescendo cada vez mais, e Diogo subiu para o ranking de milionários, a mulherada também aumentou, mais nada que eu não possa aguentar. Lucas vai muito bem na creche, ele é muito intelingente, e pelo que vejo vai ser igual ao pai, Diogo e eu estamos cada vez mais apaixonados, ele me proporciona momentos inesquecíveis, agradeço a Deus por ele está em minha vida, tudo parece completo, menos por uma coisa.. Amanda... descobri que ela estava falando com Alicia, Alicia me disse que ela estava estranha mais não falou o que estava acontecendo, ela convidou Amanda para ser madrinha de seu casamento que no começo não quis aceitar, mais depois de muita insistência por parte da Alicia ela acabou aceitando, e ela fara par com Nick. Diogo e eu seremos padrinhos junto com o papai e a Melissa, Lucas sera noivinho junto com uma subrinha de Alicia, estou seriamente preocupada com Amanda, sera que o problema sou eu? Será  que ela Não quer mais ser minha amiga? Será que eu fiz algo? Estou perdida em meus pensamentos quando sinto alguém me abraçando por trás.
Diogo: ta tudo bem meu amor?
Eu: ta sim.
Diogo: parece pensativa!
Eu: estou preocupada com Amanda, só isso.
Diogo: ela ainda não ta falando com você?
Eu: não, e eu não entendo, será que fiz algo?
Diogo: não amor, ela só deve estar ocupada, ou com ciúmes da sua amizade com a Alicia.
Eu: não Diogo, eu acho que deve ser algo sério!
Diogo: o linda, fica assim não, você ira ver ela no casamento do Matt e ai você conversa com ela.
Eu: será?
Diogo: eu tenho certeza! Agora vamos trabalhar?
Eu: vamos.
Saimos de casa entramos no carro e levamos Lucas para creche, de la fomos para o trabalho, cheguei fiz o que tinha que fazer e me despedir de Diogo, pois estou ajudando Alicia com os preparativos para o casamento..
Alicia: que demora em?
Eu: sorry, estava resolvendo coisas no trabalho. (Falo entrando no salão onde sera o casamento)
Alicia: e ai? Gostou?
Eu: é incrível, grandee e espaçoso.
Alicia: que bom que gostou, agora vamos começar a ver o que teremos que comprar e alugar etc..
Eu: vamos...
Começamos a ligar a contratar segurança, músicos, DJ etc.. terminamos já era 5 horas da noite, ofereci a Alicia uma carona já que ganhei um carro de Diogo, ela aceitou e fomos buscar Lucas na creche..
Lucas: oi mamãe, oi tlia.
Eu: oi meu amor.
Alicia: oi meu gatinho.
Eu: como foi a escola hoje?
Lucas: MUITLOO LEGAL.
Alicia: deixa ele chega no ensino médio.. (fala rindo)
Eu: taa longee migaaa.. (falo rindo)
Lucas: mamlae eu quero sovete.
Eu: em casa você toma.
Lucas: não mlaee, eu qelo agora.
Eu: filho temos que levar sua tia pra casa, depois você toma.
Alicia: não, tudo bem! Matt está trabalhando mesmo.
Eu: tem certeza?
Alicia: absoluta, e pensando bem me deu desejo de tomar sorvete.
Eu: aiii Deus, a magali voltou... (falo rindo)
Alicia: palhaça, vamos logoo..
Lucas: eblaaaa soveteee.
Parti com o carro e fui até uma sorveteria perto da creche onde Lucas adora ir, deixei o carro em lugar onde pode estacionar, um metros antés da sorveteria e desci..
Eu: vocês querem sorvete de que?
Lucas: Uvaaaa.
Alicia: morangooo.
Eu: ok, fiquem aqui que eu já volto..
Alicia: ok, mamãe.. (fala rindo)
Saio rindo e ando até a sorveteria, entro e sou logo atendida pelo Paulo, um rapaz que da em cima de mim..
Paulo: o que a bela moça deseja?
Eu: oi Paulo (falo rindo) um sorvete de uva e outro de morango.
Paulo: é pra já..
Ele começa a prepara os sorvetes e eu fico esperando.
Paulo: o marido e o filho não vinheram?
Eu: Diogo está trabalhando e Lucas ficou no carro.
Paulo: ah, eles tem sorte de ter alguém tão linda assim na vidaa..
Eu: obrigado (falo rindo) quanto deu?
Paulo: 8,25.
Pago a ele e pego os sorvetes com muito cuidado, do nada sinto alguém bater em minha perna, tomo um susto e quase derrubo o sorvete, quando olho pra baixo é Lucas..
Eu: Lucas? O que você ta fazendo aqui? (Falo assustada) e cade sua tia?
Lucas: mlaeee a tia ta dloidoi..
Eu: como assim filho?
Lucas: ela tla chorando mamale.
Eu: o que ta acontecendo filho?
Lucas: a tlia disse que ta doendo.
Fiquei pesando no que ele tava falando, enquanto ele me puxa pela perna, do nada me toco do que ele quer me dizer, largo o sorvete pego ele no colo e corro até o carro, quando chego la abro a porta de trás e Alicia estava la deitada com a mão na barriga gritando..
Eu: meu Deus o que aconteceu?
Alicia: AAA BOLSA ESTOUROU (fala gritando e chorando)
Eu: ai meu Deus, filho vamos entrar no carro. (Falo pegando ele no colo e colocando no banco)
Alicia: PRA ONDE VAMOS?
Eu: pro hospital. (Segui correndo com o carro) chegamos no hospital 8 minutos depois, desci do carro correndo atrás de enfermeiros, que logo foram buscar ela e colocaram ela em um cadeira de rodas, fiz a ficha dela enquanto levavam ela para um quarto..
Alicia: LIGA PRO MATT (fala chorando)
Eu: ok.
Peguei Lucas e o coloquei sentando em uma cadeira..
Eu: não sai da qui filho,por favor.
Lucas: ok mamlae.
Peguei o celular e disquei o numero de Matt..
Matt: Alo Ághata?
Eu: Matt você precisa vir urgente para o hospital.
Matt: por que? O que aconteceu? É meu filho? O que aconteceu com ele?
Eu: ele ta bem, mais a bolsa estourou, vem pra ca urgente.
Matt: ai meu Deus, em 5 minutos chego ai..
Desliguei e liguei para Melissa que disse que viria com meu pai, peguei Lucas no colo e o fiz dormir, e 5 minutos depois Matt e Diogo chegam atordoados..
Matt: cade ela? Onde ela Está?
Eu: calma Matt ela ta na sala, vai laa na recepcionista e pede para ir la..
Matt: ele foi até la, e 2 minutos depois vejo ele entrar dentro da ala de atendimentos..
Diogo: ta tudo bem? O que aconteceu?
Eu: fomos buscar Lucas na creche e depois fomos na sorveteria, e deixei ela e Lucas no carro, do nada Lucas apareceu dizendo que ela estava doente e chorando, corri pro carro e quando cheguei ela estava deitada no banco dizendo que a bolsa estourou..
Diogo: na sorveteria? (Esqueci que ele não gosta que eu va la sozinha por causa do Paulo)
Eu: ciúmes? Agora não é hora..
Diogo: ta! Desculpa. E você sabe de alguma coisa? O bebe ta bem?
Eu: não sei, a gente só chegou levaram ela la pra dentro e eu liguei pro Matt.
Diogo: vem cá.  (Fala me abraçando)
Eu: eu to bem, só to preocupada, cuidado para não acorda Lucas.
Diogo: ela vai fica bem.
Eu: espero.
Vejo papai e a Melissa entrar e ir até a recepcionista que apontou para nós..
Melissa: como é que ela ta? E minha netinha?
Eu: ainda não sabemos de nada, ela entrou e foi direto para sala de parto.
Pai: e Matt?
Eu: está la com ela.
Melissa: quer que eu segure ele?
Eu: quero.. (falo e dou ele nos braços de Melissa)
Diogo: ela vai ficar bem, fiquem felizes a sofia vai nascer.
Eu: Sofia?
Diogo: nome que o Matt escolheu.
Melissa: gostei do nome..
Pai: vamos sentar? Quando ela nascer eles vem avisar.
Sentamos e ficamos esperando um longo tempo umas 3 a 4 horas, quando vimos um médico falar o nome dela, fomos até ele querendo saber notícias.
Melissa: e ai Dr? Ela ta bem?
Eu: a bebe nasceu?
Pai: Alicia está acordada?
Diogo: calma gente, deixa o médico falar.
Dr: felizmente, ocorreu tudo bem, a menina nasceu com saúde e Alicia também está muito bem.
Eu: graças a Deus.
Melissa: podemos entrar pra ver ela?
Dr: podem..
Íamos seguir ele quando uma sena passa pela minha cabeça e uma lagrima me escapa.
Diogo: ta tudo bem?
Eu: lembrei de algo..
Diogo: do que?
Eu: de quando perdi meu bebê. (Falei limpando algumas lagrimas.)
Diogo: oo minha princesa (fala me abraçando) está tudo bem, temos um filho ótimo e com muita saúde, Deus sabe o que faz.
Eu: eu senti uma dor tão grande, foi horrível.
Diogo: eu sei minha princesa, eu também fiquei muito triste, mais Lucas é nosso filho e ele é a melhor coisa que nos aconteceu, tenho certeza que ele foi nossa recompensa pela dor que sentimos.
Eu: eu te amo.
Diogo: eu também te amo. (Falo dando um selinho nele)
Eu: você tem todo razão, vamos ver a Sofia?
Diogo: vamos..
Quando entramos no quarto de Alicia estavam todos em volta, cheguei perto e vi aquele sena maravilhosa..

O Chefe Do Meu Pai (Em Revisão)Leia esta história GRATUITAMENTE!