Capítulo 9

1.3K 189 26


Boa noite amorecos!! Eu sei, dei o bolo em vocês!! Mil perdões... Tive aula no final de semana passada e nesse último foi uma correria também com alguns compromissos. enfim, estou qui com mais um capitulo e sábado volto com mais um ok? Bjks....


Ps. estamos sem revisão ok? minha revisora oficial, não está podendo revisar. Então desconsiderem qualquer erro que tiver.




Juliana


O tempo para. Ou sou eu que saio de orbita? Tento me encontrar, mas estou perdida nos lábios dele. Posso pedi para que o tempo pare? Seria egoísmo querer viver este momento tão inusitado para sempre?

Barreiras. Muros. Pedras. Tijolos. O que nos leva a criarmos tudo isso e impedirmos as pessoas de se aproximarem?

Os motivos que levam as pessoas a se defenderem da forma como podem são incontáveis. Cada um se defende como pode. Eu sei bem o que eu passei. Ás vezes pergunto-me por que eu. Porque não outra pessoa. É porque sou mais forte? Ou porque de alguma forma eu mereça mesmo passar por tudo que passei. Sei bem os motivos que me levaram a criar este muro em volta do meu castelo que se chama vida! Agora a pergunta que me faço é como eu vim parar aqui? Envolvida nos braços deste homem. Mil pensamentos permeiam a mente, todos desconexos é claro.

Não tive muito tempo de pensar. Se não fosse a buzina de um carro com um motorista abusado mandando nós dois procurar outro lugar para se beijar eu garanto que teria ficado mais um tempo ali aproveitando aquele momento. Depois de me soltar e mostrar um belo sorriso, não me deu a oportunidade nem de falar, apenas piscou e foi em direção ao seu carro. Aquele sorriso e piscada me disseram quase tudo.

...................................................................................

Depois que ele foi embora e me deixou ali no escritório tentei ao máximo me recompor. Eu estava suando , ofegante e acho mesmo que é por causa dos quase 38 graus de temperatura. Não que eu esteja assim por causa daqueles lábios. O que é isso? É normal se sentir assim?

- Juliana, está tudo bem? -A voz de Kate ao longe me obriga a m recompor.

- Sim Kate. Precisa de alguma coisa?

-Claro! Ou você acha que não vi aquela cena em plena luz do dia! Olha, vou te dizer que fiquei com bastante inveja. Só acho que você deve se recompor ! Eu até entendo! Deve ser muito difícil se manter sóbria depois daquilo, mas você não é mais uma garotinha!

Reviro meus olhos indignada com tamanha intromissão dessa maluca.

-Bom está na hora de ir trabalhar! - digo tentando sair de cena. Em vão.

- Nada disso. Pode me dizer o que significa aquele beijo no meio da rua em plena luz de um sol de quase 40 graus?

Procuro uma explicação plausível. Seria talvez só porque ele bonito? Não, bonito não e a definição correta, lindo cairia muitíssimo bem. Ou talvez fosse só um sentimento de gratidão pelo cara do pijama que me salvou de um tarado na rua? Não sei.

- Kate, eu te responderia, se eu soubesse o que significa. Na verdade não significa nada. Foi só um beijo e não vai acontecer de novo.

- Ham ham ... e eu fui Cleópatra na vida passada!!

Curando FeridasOnde as histórias ganham vida. Descobre agora