Lady Nara

1.5K 179 72

- Bem vindos ao Diamonds!! - digo eufórica, entusiasmo é meu nome de guerra.

Estou dando as boas vindas ao nosso novo grupo de visitantes ilustres. Uma comissão de homens exuberantes mais parecidos com armários abertos de tão grandes. Se o material for tão grande quanto o prometido meus bibelôs ficarão em êxtase.

- Devo adverti-los que ao passar pelas portas a seguir terão um vislumbre do céu e do inferno. Há rapazes para os diversos e exóticos gostos, dos mais passivos e submissos ao nosso maior dom da casa. - percebo um dos rapazes prender os lábios quando solto que temos um dom.

- Na verdade dona Nar...

- Lady Nara para você meu rapaz.

- Desculpe-me... Lady Nara, estamos aqui a ordens para saber se o local realmente é da estirpe de sua fama, estamos mais precisamente avaliando o local para pedir um dia exclusivo para homens muito poderosos que sob hipótese alguma poderão ser associados a um local como esse.

- Querido você realmente não conhece o Diamonds o suficiente. Aqui é Vegas em terras tupiniquins. - percebo um sorriso - seus superiores não serão os primeiros nessa situação.

Caminho mais a frente e seguro firme as duas maçanetas em formas de correntes douradas que dão acesso ao paraíso do pecado.

- Peço apenas que não tentem falar com ninguém de forma a constrangê-los. Aqui há homens renomados assumidos e outros que perante a sociedade vestem-se de héteros homofóbicos. O Diamonds é o refúgio para tais, é o balsamo de homens que não podem libertar seus gostos e aqui - digo estendendo os braços diante do portal - há liberdade. Então, por favor, vocês tem a total liberdade de se aproximarem de quem quiserem, mas nada de "eu conheço você". Verão que essa noite terá políticos, empresários locais e de fora do estado e até mesmo pastores de grande influência no meio religioso.

Digo voltando-me para ficar de frente para as portas e as empurro. Adoro essa parte, é maravilhoso ver a reação de quem vem pela primeira vez.

Fico os aguardando enquanto eles sem disfarçar olham para todos os lados sem conseguir decidir o que é mais impressionante.

Ahh o Diamonds.

Assim que se entra pela porta de acesso restrito ao qual eu os fiz passar por dar maior visibilidade do nosso antro da perdição.

Lustres a meia luz, enfeitavam o salão, o que deixava tudo muito mais sensual, podia se sentir a tensão no ar, o calor, o cheiro, tudo exalava tesão, percebia-se meus novos clientes inquietos, com certeza já estavam com suas cuecas apertadas...

Vejo o rapaz com o terno mais escuro, cabelos curtos meio aloirados olhando fixamente para o lado esquerdo do salão onde havia alguns dom's. estavam sentados no sofá de couro enegrecidos, apenas de calças sociais e peito estufados com os músculos expostos, esses eram dominadores de fora e ao seus pés estavam alguns de nossos garotos lambendo seus sapatos, com coleiras claro. Percebi que o rapaz olhava com desejo para os pés de Marcio, um arquiteto que adorava brincar com meus meninos...

DIAMONDSLeia esta história GRATUITAMENTE!