What!?

3 1 4


- Um brinde ao novo funcionário do mês!

O sorriso mais forçado de minha vida formou-se em meus lábios enquanto travava meu maxilar segurando a vontade de vomitar diante daquela cena. Meu chefe sorria de forma orgulhosa ao olhar para o rapaz que tinha o mais puto sorriso cínico que já vi!

Como o meu chefe podia ser tão estúpido a ponto de nomear o crápula de seu sobrinho como funcionário do mês? Ele ao menos fazia alguma coisa naquela empresa? Além, é claro, de "cantar" as vadias do sétimo andar... E me tirar a paciência quando tinha tempo livre!

- Ah sim, gostaria de presentear vocês com mais uma notícia formidável!

Eu tinha medo do que poderia ser essa notícia formidável... A última "boa nova" foi que seu querido sobrinho aceitou o convite de acompanhar seu querido tio no árduo trabalho como administrador de uma das maiores fábricas de jóias de Seul. O que era mais irônico foi que eu lhe dei essa ideia... Mal sabia que estava cavando a minha própria cova, ou melhor, estava quase que escrevendo a minha própria carta de rescisão de contrato. Foi apenas uma semana e esse filho da puta de sorriso cínico me fez pensar em pedir as contas mais do que eu pensava em terminar aquele maldito trabalho sobre recursos humanos!

- Tenho uma reunião muito importante com os nossos exportadores da China, partirei amanhã e ficarei a semana fora, mas não se preocupem, meu sobrinho irá me substituir e cuidará dos negócios da empresa.

Dessa vez não fui o único a forçar um sorriso. Meu chefe só poderia ter passado por uma lavagem cerebral feita pelo o rapaz que sentava ao seu lado com um sorriso ladino.

"Oxigenado filho de uma puta!"

Xinguei mentalmente aquele cínico que me encarava com ar de vitoria.

Só pode ser brincadeira... Esse imbecil não sabia fazer nada vezes nada! Ele ficou a semana inteira flertando com as garotas sem cérebro do sétimo andar e ainda mandava os outros fazer o seu trabalho, fora os caprichos e mimos que ele exigia dos funcionários da empresa como se fossem escravos dele. Graças a ele, o meu trabalho dobrou essa semana e não consegui me dedicar direito a faculdade, tendo que faltar por três dias, isso mesmo! Não é um, nem dois, foram TRÊS dias que me renderam a perda de uma atividade valendo nota, tendo que recuperá-la com esse trabalho de recursos humanos que nem sabia como iria começar!

- Donghae, vamos conversar.

Meu chefe chamou-me a atenção e apenas sorri meneando a cabeça em sinal positivo, fomos para uma mesa reservada daquele bar/restaurante que sempre íamos a cada última sexta-feira de cada mês. Lee Chungho me encarou de forma preocupada e começou a falar.

- Está se sentindo bem Donghae?

É claro que não! Estava cansado por ter trabalhado a semana inteira como um escravo de seu sobrinho e ainda tinha que aturar a faculdade por sinal.

- Só estou cansado senhor...

- Trabalhar e estudar não é fácil Donghae... Você precisa de um descanso, tire o dia de amanhã como folga.

- Obrigado senhor.

Era tudo o que eu mais precisava! Conseguiria terminar meu trabalho e ainda ficaria longe do infeliz de Hyukjae! Fiz uma leve reverência ao me levantar do local, mas antes que saísse Chungho me puxou para próximo de si.

- Por favor Donghae, ajude meu sobrinho, Hyukjae pode ser um ótimo funcionário, mas ainda é inexperiente. Eu o disse que você será o secretário dele por essa semana.

Suspirei derrotado... É... Já estou me vendo pulando no pescoço do Lee mais novo e sendo mandando embora por justa causa...

- Sim senhor, eu o ajudarei.

O quê você quer afinal?Read this story for FREE!