Capítulo 46

2.2K 174 10

Que vida maravilhosa e cansativa. Três meses se passaram. E eu? Ah, eu estou mega feliz! Ter filhos é uma delícia! Ter uma família e saber que eles precisam de você é ótimo.

Abrir os olhos e o Alexandre dormia calmamente do meu lado. Coitado, ele está super cansado. Ele está levando aquela "fiscalização" ao pé da letra. Acredite, ele está conseguindo!
Mesmo depois de três meses.

A babá eletrônica notificou que os bebês estavam acordados. Eles têm o quartinho deles, daí colocamos a babá eletrônica, fica fácil saber quando eles acordaram e não precisamos subir as escadas só para notificar se eles estão acordados ou não.

Me levantei e peguei o meu casaco.

—Amor, eu vou! _Alexandre se sentou na cama, coçando os olhos para acordar.

—Não, pode deixar! Eu vou lá. Volte a dormir!

—Você foi na última vez! Não está cansada?

—Estou, mas você não tem o que eles querem. Bom dia!

Sair do quarto entrando ao quarto dos bebês. Lucca se revirava no berço. Ele sempre tem essa mania. Acorda, começa a chorar e fica querendo colinho. Ele é muito fofo e muito esperto.
Peguei ele e me sentei na poltrona.
Lisa dormia serenamente, ela é muito calma. Diria até preguiçosa, ama dormir.

Lucca me olhava, eu tenho uma enorme vontade apertar as bochechas dele. Ele é bem gordinho, tem os olhos cor de mel. É simplesmente um encanto de bebê.
O amamentei e o levei para o meu quarto comigo.

—Olha só quem veio comigo!_coloquei Lucca ao lado do Alexandre na cama.

—Ele estava com saudades do melhor pai do mundo.

—Não meu bem, ele só estava querendo alguém para ele ficar olhando. Lucca é safado!

—É uma delícia de garoto.

Fui para o banheiro. Escovei os dentes.

—Fique com o Lucca, eu vou acordar as meninas, ficamos de sair hoje pela manhã.

—Um encontro de mulheres?

—Talvez! Vamos comprar umas coisas no shopping hoje. Eu prometi a elas.

—Todas as minhas mulheres juntas e com um cartão de crédito? Lucca estamos ferrados!

Lucca sorriu.

—Eu não consigo suportar esse sorrisinho delicioso desse gostoso! _beijei o Lucca.

—O sorriso dele parece com o meu! Sendo assim eu também mereço um beijo. _o olhei.

—Vou tomar banho, meu bem! Nada de beijinho pra você.

—Então eu vou tomar banho também! _Se levantou.

—Ah vai? E o Lucca? _arqueei a sobrancelha.

—Eu não vou discutir! Meu bebê precisa de mim! Depois iremos tomar esse banho.

Tomei banho e me arrumei. Vesti um vestido vermelho e uma sapatinha preta. Soltei o meu cabelo, que já está na hora de cortar novamente.
Fui até o quarto da Isa.
Ela estava sentada em sua cama.

—Bom dia princesa!!

—Bom dia mãe!

Maravilhoso ouvir eles me chamando assim, eu estou tão feliz que tenho medo que algo aconteça.

—Vai se arrumar! Vamos daqui a pouco vamos ao shopping, lembra?

—Sim claro, daqui a pouco eu desço! _me deu um beijo na bochecha e entrou para o banheiro.

A BabáOnde as histórias ganham vida. Descobre agora