Capitulo: 4 A aventura do filho

3 0 0

  Ainda andando a cavalo eles Chegaram ao país de Rozek, era um país de cheio de montanhas, o Ken olhava para os lados e ficava vendo as montanhas que tinham aparência de serem destruídas olhando.

  - Por que esse local está tão destruído? - Disse o Ken.

  - Por que houve uma guerra mundial e essa ária foi muito atingida pelos aviões que tinha pólvora - Disse o Ranger.

  Ainda no cavalo eles estavam vendo os drakons e os divox estavam brigando eram mil drakons e mil divox, os drakons: eles têm pele grossa como se fosse couro parecido com um de jacaré só que cinza, olhos vermelhos e a íris não é redondos, mas achatada, e é preta com a cara parecida com a de um dragão mais do tamanho de uma cabeça humana, com duas pernas e dois braços, e não tem rabo.

  - Eu acho que eles não se dão bem - Disse o Ken.

  - Você não é daqui certo? - Disse o Kam.

  - Não eu não sou eu sou do céu.

  - Quais são as espécies que existem no céu? - Disse o Ross.

  - Lar tem os krakinos e konox os celestiais e os círvirís e lar existia os anjos e arcanjos.

  - Por que existia?

  - Eles morreram quando o antigo deus tinha morrido por que o deus sustentava a vida deles com o poder dele.

  - Você já viu os anjos e arcanjos? - Perguntou Kam.

  - Eu vi, mas eles não aceitaram novas espécies ouve uma guerra entre os krakinos e anjos e arcanjos, então ouve a guerra do céu. - disse o Ken.

  - Guerra do céu? - Disse o Ranger.

  - Sim, guerra do céu por que o céu não costuma ter guerra entre as espécies, eu não tinha nascido no dia dessa guerra, mas eu vi à pessoa que era o líder de todos os krakinos que participaram dessa guerra o nome dele é Connor.

   - Vocês estão perto demais do reino de Divan, se vocês se aproximarem vão morrer - Disse os divos que apareceram perto deles.

  - Me diga o reino de vocês é perto daqui? - Disse o Kam.

  - Sim.

  - Eu não estou vendo muito movimento aqui perto.

  - O nosso reino é atrás daquela montanha lar em frente.

  - Eu não enxergo à montanha, e só vejo os movimentos e nada mais, eu posso ver através das coisas, sendo o que esteja na minha frente, não esteja movimento, se vocês querem brigar com a gente.

  - E se nós queremos brigar com vocês, o que vocês vão fazer? - Disseram isso apontando as lanças para eles.

  - Vocês sabem quem eu sou?

  - Não, e por que a gente deveria saber?

  - Meu nome é Kam.

  Eles ficam com muito medo, estavam querendo correr.

  - Se a gente matar ele a gente pode ficar famosos - Disse um dos Divox.

  O Kam desceu do cavalo e tirou duas espadas ficava girando as espadas de um lado para o outro.

  - Se vocês querem me matar então venham - disse ele.

  Um deles tentou jogar a lança dele, mas ele fez com que a espada pegar-se no ferro da lança, então a lança caiu no chão e jogou a espada na cara do diox e pegou no meio da cara dele, o Kam pegou a espada antes que caísse no chão.

ReligiõesLeia esta história GRATUITAMENTE!