Chapter One

7.8K 600 313
                                              

Queria deixar claro que as frases em itálico durante as conversas dos dois são pensamentos, e/ou ações do próprio Baekhyun.

Sábado, 11 de fevereiro de 2017;
...
POV. Baekhyun:

Acordei com o ruído das notificações de meu telefone, primeiramente tentei ignorar, mas as mensagens não paravam, e ao puxar o aparelho, já imaginava ser o Chanyeol, provavelmente me lembrando de algo que eu teria esquecido em sua casa. Desbloqueei, entrei no aplicativo de mensagens e pude ver um número desconhecido.

Desconhecido:
Olá Baekhyun!
Parece que você tem algo que não lhe pertence, certo?
Desconhecido:
Talvez um caderno, quem sabe?

Oi?

Baekhyun:
Quem é? Lhe conheço? Está falando do caderno?
Ele é seu?
Baekhyun:
Como conseguiu meu número?!

Desconhecido:
Sim, o caderno é meu e eu quero ele de volta.

Hesitei um pouco

Baekhyun:
Você desenha muito bem.

Eu não deveria ter falado isso. Que ótima hora, hein?

Desconhecido:
Você viu os desenhos?!

Baekhyun:
Eu vi, me desculpe.
Você ainda não me respondeu, qual seu nome?

Desconhecido:
Isso é uma coisa que eu não posso falar.
Desconhecido:
Ainda.

Baekhyun:
Por que não?

Desconhecido:
Tenho meus motivos, mas enquanto isso, pode me chamar de Rosé.

Baekhyun:
Certo. Rosé, por que tem um desenho meu no seu caderno?

Rosé:
Eu tenho uma amiga que gosta bastante de você, se assim podemos dizer.

Baekhyun:
Sério? Quem?

Rosé:
Você é mais curioso do que eu pensava.

Baekhyun:
O assunto me envolve, então acho compreensível.

Rosé:
O nome dela é Park Chaeyoung.

Baekhyun:
Park Chaeyoung? Acho que sei quem é.

Rosé:
Certo, agora que você já sabe, será que pode me devolver meu caderno?

Baekhyun:
Calma, calma.
Baekhyun:
Onde eu posso te encontrar na escola pra te devolver?

Rosé:
A mim não, Chaeyoung irá encontrar você.

Baehyun:
Mas por que?

Rosé:
É complicado.

Baekhyun:
O que quer dizer com isso?

Rosé:
Eu preciso ir. Ela vai estar te esperando na frente da sala segunda. Até outra hora.

Baekhyun:
Até.

Bloqueei o celular e me levantei para tomar banho, não iria conseguir voltar a dormir de qualquer forma. Fui até o banheiro em passos lentos, ainda com preguiça. Quando acabei, desci as escadas da casa e deitei-me no sofá, nisso, ouvi minha mãe na cozinha, cantando uma de suas músicas favoritas enquanto fazia o café.

- Tudo bem filho? Por que está acordado a essa hora? - Minha mãe perguntou quando me viu.

- Me mandaram uma mensagem no celular, ele tocou muito alto e não consegui mais dormir.

- Ah, quem foi?

- O Chanyeol, aquele idiota. Só queria me acordar.

- O que vai fazer hoje? - Falou enquanto colocava xícaras e pratos na mesa.

- Vou encontrar o pessoal. Combinamos de ensaiar na casa do Suho.

- Mas vai agora?

- Tenho que comer, me trocar e então vou, por que?

- Uma menina veio hoje mais cedo aqui, por volta de umas seis horas, creio que ainda estava dormindo, e perguntou por você. - Ela disse calmamente, virando de costas para mim.

- Quem? - perguntei, curioso.

- Eu não sei, meu amor, ela me disse que se eu mencionasse o nome Rosé você saberia quem ela é. - Me olhou preocupada.

- Ah, ela é uma amiga minha. Não se preocupe. - Falei, me levantando. - Mãe, eu vou me arrumar para sair com os meninos, ok? - Dei um beijo em sua testa e saí rapidamente.

Eu sei que menti para a minha mãe.

Que coisa feia, Baekhyun.

Enquanto subia as escadas pensava no que tinha acabado de ouvir. Como assim ela veio aqui antes que eu acordasse? Eu ainda não sabia de isso tudo sobre o nome. Será que ela planejou tudo isso? Uma Stalker talvez?

Isso não importa agora, eu só preciso me arrumar para encontrar o pessoal, vai que eles me ajudam em alguma coisa.

Pra que eu fui pegar esse caderno?

Pra que?

Lost | Byun BaekhyunOnde as histórias ganham vida. Descobre agora