Prologue.

20 2 0

 Vamos ser sinceros desde o começo: essa história não se trata sobre amar o próximo. Não de uma das partes. Essa história trata de se amar, não se submeter a situações que você não colocaria outra pessoa... talvez seja um pouco confuso agora, mas vamos nos entender, leitor.

 Você já ouviu falar em destino? Já sentiu que tudo estava ao seu favor? Talvez isso seja destino. Você já chorou tanto quando estava sozinha, pedindo uma coisa para um ser superior e no final aconteceu tudo totalmente diferente daquilo que você pediu? Se sim, eu sei como é. Foi o que aconteceu comigo. No começo eu fiquei sem entender o propósito daquilo, pensei que a força superior a quem eu pedia ajuda, na verdade não queria me ajudar, mas você verá, que o que nos faz mal, pode ser a nossa cura também. Tudo isso é o destino.

 Vi um filme uma vez e nele, o personagem principal dizia: " O destino não é um caminho dado a nós, e sim, o caminho que escolhemos para nós mesmos. ". E eu nunca mais esqueci essa frase, embora, tenha esquecido o filme em que ouvi isso. O destino age na nossa vida com cautela e quando vemos, já tomou um rumo totalmente diferente do que deveria ser; como esse prólogo.

 Quando o conheci, ele foi uma pessoa maravilhosa, muito bom e compreensivo, fazia com que eu me sentisse bem, mas vão ver que as aparências enganam, principalmente de pessoas que só fazem isso para tirar algo de você até não sobrar nada. E você se pergunta quando isso aconteceu, como deixou a coisa toda tomar um rumo que você não queria nem imaginava que tomaria.

 A base de tudo é a sinceridade, não vou dizer que faltava isso nele, só que precisava de mais, muito mais. Talvez se ele tivesse sido sincero desde o começo eu não teria me apaixonado e me apegado tão rápido. Uma história cheia de "talvezes" e dúvidas não poderia dar certo mesmo, mas a gente só enxerga isso quando tudo acaba e nos sentimos idiotas por não termos ligado os pontos antes, por não termos percebido que as coisas não estavam saindo de acordo com o que planejamos. Esse é o ponto de partida: se você quer que uma coisa dê certo, não planeje, isso tem 99% de chances de não dar certo, pelo menos comigo sempre foi assim.

 Já aconteceu de vocês pensarem que estavam por cima e quando se darem conta da situação vocês verem que, na verdade, você está mais por baixo do que nunca? No fundo do poço? Já aconteceu com vocês, de passar por situações tão parecidas com pessoas diferentes e a sensação de d'javú tomar conta de vocês? São perguntas aleatórias, mas que ao longo disso tudo vocês vão poder responder e se identificar.

 Querido leitor, peço desculpas se isso tudo pareceu meio clichê, mas a realidade é que não é, e nunca vai ser. Ele, infelizmente, foi a melhor mentira que me aconteceu.


Fate.Leia esta história GRATUITAMENTE!