Editoras #10 - Quando enviar o original

302 45 11






Tenho certeza que se alguém fizer a conta, ter um livro lido, avaliado, aceito e publicado direto da pilha de originais é quase tão improvável quanto ganhar na loteria.

O que fazer, então? Compre os melhores bilhetes!

Muitos escritores consagrados falam de nem enviar originais para as grandes editoras se você não foi publicado. É uma forma de se poupar de gastos e principalmente desgastes emocionais desnecessários.

Eu discordo e alguns estão comigo. Abaixo segue a estratégia que elaborei quando enviei O Segundo Caçador para todo tipo de editora. Foi ela que me impediu de pagar para publicar – o que me impossibilitaria de ganhar o Prêmio UFES.


Primeiro passo – Invista na Sinopse

A sinopse é um breve relato da sua história que tem a finalidade de "vendê-la". Para mais sobre o assunto, leia Pós-escrita #6.


Segundo passo – As editoras grandes

Envie para todas as grandes editoras que aceitam originais. NÃO envie para as que não aceitam originais.

Você não precisa olhar com muita atenção para suas linhas editoriais porque essas editoras costumam publicar quase todo tipo de ficção. Mas estude com atenção os seus sites – faz parte da sua função acompanhar os grandes grupos editoriais.

Faça exatamente como elas pedem (informação disponível na lista de editoras do meu site), mas tente se diferenciar de alguma forma. Espere quatro meses para mandar para as outras editoras.


Terceiro passo – As editoras médias

As editoras grandes demoram por volta de seis meses para responder. Isso quando respondem. Nas editoras médias o tempo de espera é por volta de três meses. Enviando no quarto mês, você reduz três meses de espera e elimina o risco de aceitar uma oportunidade inferior.

Continue a não enviar originais que não foram solicitados.

Pesquise MUITO bem a linha editorial de cada casa e envie seu original apenas se os livros publicados forem similares (de alguma forma) com o seu. Selecione, no máximo, 10 editoras para enviar. Quanto menor for este número, melhor é o seu entendimento das editoras. Espere dois meses para mandar para as outras editoras.


Quarto passo – As editoras pequenas

Por editoras pequenas, eu considero as pequenas casas editoriais que não cobram pela publicação. Elas são inúmeras e variam muito entre si.

Neste caso, você deve selecionar com ainda mais cuidado para quem enviar o seu original. Você deve conhecer a editora ao ponto de saber como é a distribuição e o investimento em marketing de obras similares que estão sendo publicadas. Qualquer coisa que a editora não for capaz de fazer, será sua função.

Selecione, no máximo, 10 editoras para enviar. Não passe deste número, a menos que alguma informação nova seja apresentada.


Quinto passo – Acostume-se a ser ignorado

Para um escritor, a única coisa pior do que a rejeição é ser ignorado. E isso vai acontecer. Muito. Por isso, trabalhe a sua mente. Acostume-se. Não viva esperando respostas. Assuma que elas não virão ou serão negativas e enquanto espera – o que pode durar mais de um ano – escreva a sua próxima história.


Sexto passo – Fuja das editoras que cobram pela publicação

Vou publicar em alguns dias um capítulo exclusivo sobre este assunto. Enquanto isso, apenas espere. Acredite em mim, eles vão esperar o quanto você quiser.


OBS. ESPECIAL 1: De forma alguma, seja chato. Não ligue para a editora. Não envie e-mails para a editora. Não cobre a editora. Os editores, como todos os profissionais, tendem a conversar sobre "clientes" chatos. Não corra o risco de ficar queimado com todo o mercado editorial brasileiro.


OBS. ESPECIAL 2: Se o seu original for aceito, entre em contato com autores da casa e leia o contrato com atenção. Se discordar de alguma cláusula, tente negociar (com sutileza).



***
A participação de vocês é imensamente importante! Peço que usem os comentários para críticas, perguntas, opiniões e sugestões de temas. Se gostarem, não deixem de votar e adicionar à sua lista de leitura para não perder os próximos capítulos.

GUIA do Escritor de FicçãoOnde as histórias ganham vida. Descobre agora