Os Bonecos

50 15 23

Chegando da cidade Alone e Clary se deparam com uma neblina muito densa quando param o carro em frente à casa, ao sair Alone vai em direção a porta e se esbarra numa figura com uma máscara de gás muito estranha.
- AHHHHH
Ele grita de medo e corre de volta para dentro do carro
- c c c Clary não saia, tem um bixo aí fora que quer comer nossas almas
Fala Alone se abaixando no carro.
- Ah pelo amor de Deus Alone!!! Comer nossas almas?porque comeriam nossas almas se podem consumir nossa carne que é bem mais deplorável?
Clary revira os olhos e desce do carro pra averiguar
- Clary cuidado, ele pode te pegar.
No momento em que ela sai do carro, um gato preto entra e se acomoda no seu banco e encara Alone.
- Olá amiguinho.
Ele tenta acaricia-lo,mas quando tenta aproximar a mão o gato quase o arranha
- essa foi quase...
Clary vai de encontro ao suspeito e puxa seu colarinho com tudo,repentinamente retira sua máscara e grita
-Qual é o seu problema garoto??
Em seguida o solta e se recompõe.
Alone sai do carro.
- Clary?
Enquanto caminha até ela o felino o acompanha.
- Está tudo bem,o bixo devorador de almas é só um garoto chamado Waybe.
- você é o filho da senhoria não é? Te reconheço do dia que fomos assinar os papéis
Alone chega junto dos dois.
- não, não, sou o neto dela,vim aqui para entregar isso a vocês, já que se parecem muito.
O garoto entrega uma caixa de sapato com uma fita.
- considerem como um presente de boas vindas.
Então sorri e pega sua máscara,enquanto corria no meio da névoa susurrou.
- espero que não aconteça o que aconteceu com Coraline.
- que garoto estranho
Fala Alone indo em direção a porta e à abrindo
- Não o classifique dessa forma, a julgar pelo nosso trabalho somos piores que ele.
Clary pega o presente das mãos de Alone e entra em casa.
-Ta legal, será que a vó dele fez isso pra gente? Mas eu não fui com vc no dia de assinar os papéis, como ela iria saber minha aparência?
Clary pega a boneca e chacoalha.
-Cada vez mais fico intrigada, quem é Coraline?
- isso parece bonecas vudu, será que se a gente espeta-las com uma agulha sentiremos?
Alone aperta do braço do boneco e então não sente nada.
- Bom não é, mas essa Coraline é a filha dos antigos moradores daqui, a senhora contou quem morava mas não falo o porquê deles terem saído, eu acho que foi por motivos de trabalho.
Alone coloca o boneco na caixa e trava o carro, Clary olha intrigada para o presente.
-Sério que você não acha nada disso estranho?
Clary se vira para Alone
-Vou repetir a pergunta :Como ela sabe minha aparência se ainda não viu?Não tem lógica.
- eu sei que isso é estranho, mas não podemos fazer nada ainda.
Alone pega a caixa e bota em cima da mesa.
- a gente devia investigar a casa, já que isso tudo está acontecendo.

- Você vai me prometer uma coisa doninho; amanhã você e eu vamos direto para a tela daquele computador pesquisar mais a respeito desse lugar
- ok doninha
Alone fala abraçando-a e beijando sua testa.
- mas vamos deixar para fazer isso amanhã? Porque hoje já está tarde e com neblina.
Fala Alone com uma cara de cansado enquanto Clary olha além da janela.
- Concordo, e com a chuva que está vindo quero dormir cedo,chuva me deixa bugada
Encosta a cabeça no vidro e encara a estrada
- Ainda bem que falta poucas coisas para serem arrumadas
- ainda bem mesmo, ela está toda esburacada, vou tomar uma banho.
Fala Alone subindo as escadas e indo em direção ao banheiro,no meio do caminho para e olha a janela.
- CClary, você já tinha reparado nesse molde do jardim?
Fala Alone num tom alto olhando para fora.
- Não o que... Ai merda! Quando eu acho que as coisas não podem ficar mais estranhas elas me provam o contrário.
Clary segura a camiseta de Alone com medo
-O que acha disso?seria só um simples rosto?
Alone abraça Clary
- Acho que não... Como você falou aqui tem algo de errado...
Sem dizer nada fecha a cortina.
- Vamos ver melhor essas bonecas, vamos.
Alone desce as escadas com Clary e à leva para a mesa,em seguida coloca as bonecas na mesa.
- É aqui que nosso trabalho começa.
Clary pega o notbook e entra no site da cidade local
-Enquanto averigua as bonecas vou dar uma bisbilhotada no passado daqui ok?
- ok
Alone pega as bonecas e começa a examina-las.
- porque será que elas tem botões como olhos?Hoje em dia já existe olhos para bonecas... Ummmmmm.
Alone começa a passar os dedos nos botões e se arrepia,no mesmo estante à solta na mesa.
- sim, ela não é daqui...
Clary olha espantada para Alone?
-Sentiu algo?Está tudo bem?
Em seguida pega o boneco de Alone
-Bom,parece que o seu levou uma surra
Alone se afasta um pouco da boneca.
- sim senti, mas foi uma sensação de que estamos sendo espionados não por uma coisa boa e sim por algo maligno...
Alone pega a boneca de Clary.
- essa sua boneca está muito esquisita, porque ela usa a roupa que você está hoje e o meu também... Elas não parecem que foram feitas com antecedência e sim quando chegamos,isso não é normal...
Alone gira os olhos de botões,logo em seguida da um peteleco e o som não sai,como se fosse não fosse de plástico ou metal e sim de vidro ou uma lente.
Clary se espreguiça na cadeira
-A casa em si me da arrepios...mas aquele quarto é pior.
Clary boceja
-Eu estou muito intrigada,mas acima de tudo também estou com sono. Vamos dormir?
Ela olha pra Alone com uma expressão de cansada
-Ah e se não se importar só por hj,vamos dormir na sala? Não quero entrar naquela quarto novamente... Não por hora.
- você sabe que tem mais de um quarto aqui nessa casa não é?
Alone da uma risada
- mas tudo bem, se isso vai lhe deixar mais calma, amanhã a gente investiga melhor o que são essas bonecas e oque aconteceu nessa casa.
Alone bota as bonecas na mesa e levanta.
Clary se levanta e da um empurrãozinho em Alone
- Porque é sempre sarcastico?
Ela ri e vai em direçao ao quarto
-De qualquer jeito terei que entrar, você fez o favor de gurdar as cobertas lá. Enquanto às busco arrume a sala folgado.
- porque eu sou mau muahhhhhh, ok
Alone da um sorriso e começa a tirar as coisas do meio da sala.
- vou liga a lareira
Fala num tom alto indo em direção e se ajoelhando para liga-la,o improvável acontece ele encontra restos de Butão e tecido queimados.
- Não pode ser...
Clary entra no quarto e abre o closet para pegar as cobertas, quando se vira para sair ouve um barulho estranho vindo da porta pequena.Sem exitar ela finge que não ouviu nada e volta para a sala.
-Ja arrumou tudo?
- sim... Mas vem aqui ver isso...
Alone tira de dentro da lareira oque ele tinha achado e mostra para Clary.
- isso é muita consciência...
-Quantas vezes já disse merda hoje?não quero soar repetitiva mas...Que merda!já chega de desventuras por hj não acha? Amanhã vamos analisar tudo isso com cuidado, agora vamos dormir porque estou cansada.
- Clary, calma a gente não tem culpa se isso nos segue para todos os cantos, foi escolha nossa ter esse trabalho.
Alone pega uma bolsa plástica e coloca o que havia achado na lareira. Então volta para Clary e à abraça pelas costas dando um beijo em sua bochecha.
- vamos nos deitar ok? Vamos descansar e amanhã continuamos essa nossa desventura.
Ele sorri e a beija
Clary retribui
-Desculpa,acho que é o cansaço....só preciso descansar ok?
Em seguida ela pega o edredom e se enrola.
-Amanhã é um dia longo, vou estar mais disposta para realizar nosso magnífico trabalho, já disse que amo esse serviço? Ahhh quem não amaria desvendar mistérios paranormais?
Clary se vira e sorri para Alone.
Alone se deita do lado de Clary.
- ok, então vamos descansar pois amanhã será um longo dia, já que teremos que também arrumar as nossas coisas.
Ele ri e aos poucos começa a demostrar sono, Clary beija a sua bochecha e em seguida adormece, Alone demora um pouco mas logo em seguida pega no sono....

Beldam: O início do fim.Leia esta história GRATUITAMENTE!