OITO: NICHOLAS

1.9K 269 44

Levanto minhas mãos para sentir o vento forte que leva meus cabelos negros para trás. Com a luz forte do sol, é possível vê-lo em um tom de castanho-escuro. Derek dirige em alta velocidade, fazendo curvas bruscas que cessam quando passamos pela praia. O cheiro forte do mar vem junto com a brisa, assim como algumas partículas de areia que se misturam ao vento. Esse carro realmente vale à pena. 

— Vamos parar um pouco? — Derek grita, diminuindo ainda mais a velocidade. Por fim, entro no carro para conseguir responde-lo. Voltando a me sentar na poltrona preta e estofada. 

— Eu não trouxe roupa de banho, não podemos molhar o carro do.. — Derek me interrompe antes que eu continue a frase. 

— Esse carro é nosso até a sexta, entendeu? É nosso. — ele pisca, esbanjando um sorriso maldoso. — Tira a camisa, Nicholas. Hoje nós dois vamos atacar quem estiver na praia.

Obedecendo ao Derek, tiro meu moletom cinza, deixando exposto meu corpo magro, branquelo e com alguns gomos. Ele é ao contrário de mim, ao retirar sua camiseta preta exibe um corpo ainda branco, porém bronzeado. Um peitoral estufado e gomos firmes na barriga. Derek poderia fingir ser um surfista facilmente, tinha corpo para isso. 

— Vamos? — ele pergunta enquanto gira a chave para desligar o carro. 

Não sei muito sobre carros, mas é um modelo bonito, pode ser comparado a um Jeep. Sua cor é preta e o modelo é aqueles altos, estilo carro de luxo. Ou é um carro de luxo, não sei. O Adam vem de uma família rica, ele é rico.

— Vamos. — respondo em seguida, descendo do carro em direção à praia. Fecho a porta e espero o Derek travar o carro, saindo dali com a chave sendo girada em seu dedo.

— Está preparado para hoje à noite? — questiono enquanto caminhamos pela calçada, já alcançando a areia quente que se aconchega em meus pés. 

— Só precisamos atuar. — ele responde enquanto caminha ao meu lado após enfiar a chave do carro no bolso.

Paramos logo à baixo de um coqueiro onde eu fico à esperar o Derek que insiste em entrar no mar. As ondas parecem calmas e a julgar pelo calor, a água deve estar em uma temperatura agradável. Não levo mais que quinze minutos ali sentado, decido entrar na água também.
Como eu suspeitei, a mesma estava morna, calma, com algumas algas se enroscando em minhas pernas. 

— Isso é tão legal. Nosso último ano escolar antes de entrarmos na Fallwour e estamos aqui, mais unidos do que nunca. — Derek diz, jogando um pouco da água salgada contra meu rosto. Entre risos, retribuo a jogada de água que molha do seu peitoral. 

— Ainda estamos no começo do ano letivo, podemos pensar na faculdade depois. — falo em tom seco, tentando desviar do assunto. Antes que Derek insista, eu mergulho. Não preciso abrir os olhos, sei bem quem está ao meu lado e o que devo fazer. Puxo ele pela perna. 

Derek se desequilibra no mesmo instante, afundando comigo na água salgada que nos envolve. Ele volta à superfície primeiro. Resmungando por eu ter feito aquilo. 

— Caralho, Nicholas! Eu poderia ter morrido, sabia? — ele vacila na voz enquanto tenta passar a impressão de estar realmente bravo. 

—Ah, qual é? Poderia mas não morreu. — pisco entre a resposta, expondo meus dentes brancos quando sorrio para Derek que desvia o olhar, me mostrando o dedo do meio. 

— Tudo bem, vamos sair da água, comer algo e nos secar. Pelo que eu sei faltam apenas algumas horas para a festa do Adam. — me apresso a dizer, andando contra a maré que me puxa para trás.

Derek vem logo atrás de mim, com a cara fechada e os braços cruzados.

— Você está mesmo chateado? — questiono, afundando meus pés na areia enquanto caminhamos até o quiosque. Derek permanece sem me responder, avançando à minha frente.

Hesito em ir atrás dele, voltando para o nosso local de encontro; abaixo do coqueiro, nas sombras. Finalmente analiso toda a praia e as pessoas que estavam ali; crianças brincando, correndo de um lado para o outro enquanto seus pais as observam. Mulheres e homens renovando seu bronzeado, uma pequena turma jogando futebol de areia e outra dentro da água, pegando uma onda não muito grande. Um dia normal para uma terça em uma praia californiana.

Quando Derek retorna, trás em suas mãos duas garrafas de bebida alcoólica e uma pequena garrafa de água que leva até os lábios rosados, tomando um pequeno gole.

— Quer saber? — ele diz. Ainda de pé, parado à minha frente.

— O quê? — questiono, direcionando meu olhar para cima, meus olhos azuis novamente encontrando seus olhos verdes. Tendo uma boa visão do seu corpo avermelhado e seus cabelos loiros ainda úmidos por conta da água.

— Eu não estou chateado. — Derek responde, despejando a água fria sobre minha cabeça. O choque é intenso, faz meu corpo estremecer e arrepiar no mesmo instante. — Não mais! — ele esbanja um sorriso largo, levando dois dedos até a cabeça, formando uma "arma" que dispara um tiro quando ele estala os lábios. — Game over, Nicholas.

Depois do Ritual (Romance Gay)Leia esta história GRATUITAMENTE!