O amor é um monstro

87 12 10

O amor é um monstro.

Sorrio

Estou agarrada nas entranhas da cama

Você sorri de volta

O aclamado amor insiste em ficar puxando minha perna , e eu agarro com mais força.

Ele sussurra o meu nome e quase tenho vontade de se apaixonar.

Esse monstro é diferente dos outros, esta disfarçado para não me assusta. Mas sei seu plano malévolo, e não vou soltar tão cedo.

Você me observa todas as noites , eu me encolho na cama em baixo do cobertor. Você arranha a porta, me toca de um jeito leve , canta uma canção bonita que desconheço e quando espio você se esconde por trás da cortina. Também me espia.

Você me leva a lugares legais , fala que quer que eu conheça seus pais e canta para mim , mesmo que mal. Sinto-me tão envolvida que quase sinto medo.

Eu olho para ele nos olhos, ele não me parece assustador.

Começamos a nós ver todos os dias da semana, com exceção das quintas.

Brincamos de sinônimo

Teatro

Arte

Artístico

Dança

Movimento

Eu perco.

Você me beija, sinto seus lábios macios nos meus me beijando forte. Quase posso sentir uma parte de mim derretendo

Você canta para mim dormir, você não é um monstro para mim -digo.

Você diz que me ama

Acredito em você

Te mostro aonde guardamos a arma. Não queria que se alguém de casa se assustasse, atira-se em você. Você precisa de uma segurança, não aguentaria te perder.

Você faz massagem no meu cabelo e fazemos plano pro futuro

Mas o futuro não acontece.

Não acontece por que eu nunca estive nos seus.

Porquê você esta fazendo isso comigo? Digo

Você parece triste, porque?

Me solto e sou arrastada pelo cômodo , nessa altura a última coisa que importava era a escuridão

Você pega a arma e atira no meu coração, ele sai para fora e vai parar perto do meu pé. Você vê o sangue esguichar e eu vejo sua feição satisfeita.

Apesar de tudo porque ainda confio no amor?

Eufemismo para mim mesmaLeia esta história GRATUITAMENTE!