SETE: NICHOLAS

1.7K 291 35

Se não fosse pelo pai do Derek nos acordando às 4:16 da madrugada, teríamos dormido no gramado. Nada mal, afinal a brisa estava em um clima agradável e o céu em um contraste perfeito, uma noite feita para os aventureiros. Para aqueles que se arriscam a acampar por aí na floresta ou simplesmente se deitar no gramado de casa para apreciar a lua brilhante e pensar sobre a vida. 

Derek tirou seu colchão da cama e o jogou no chão ao lado do inflável onde eu acabará de deitar após o Tio Fred nos forçar a tomar café. Conversamos por um longo período de tempo até que ele parou de me responder, dormindo no meio da conversa. Demorei, mas também consegui dormir. 

Quando acordei o quarto estava vazio e o colchão de Derek de volta à cama. Após ficar de pé, trajando somente um calção moletom emprestado, percebo que ele provavelmente saiu de casa. 

Para buscar o carro. Penso.

Faço o que posso para organizar as coisas, deixando o inflável próximo a parede da janela e então tomando coragem para escovar os dentes e lavar o meu rosto. Eu deveria ter trazido uma roupa extra. Acabo vestindo a mesma do dia anterior; Bermuda jeans em cor mostarda, blusão moletom cinza e chinelos na cor branca. A visão no pequeno espelho do banheiro de Derek não é muito agradável, meus cabelos estão bagunçados e é perceptível minha cara de sono. Tento ficar somente por ali no quarto sem fazer barulho, mas isso parece não funcionar já que o pai do Derek acaba por bater na porta, abrindo-a logo em seguida. 

— Nicholas!? — Tio Fred chama, colocando apenas à cabeça para dentro do quarto. Seus olhos encontram-se com os meus, sentado na cama 

— Oi. — respondo, ainda com a voz embargada de sono. 

— Não, nada. É que o Derek saiu cedo, disse que ia fazer algo mas que não demoraria, pediu para eu te avisar. — ele diz, agora entrando no quarto. 

Tio Fred era quase idêntico ao Derek, a diferença era na altura, ele era mais alto. E seus cabelos loiros já estavam começando a ficar grisalhos. 

— Ah! Tudo bem, eu só vou ficar por aqui mesmo.. esperando ele. — respondo, desviando meu olhar para o chão de madeira. 

— Certo. Eu vou precisar sair agora para resolver algumas coisas antes do trabalho, você sabe como a casa funciona, sinta-se livre. — ele sorri, esperando uma confirmação minha. Acabo por confirmar usando somente a cabeça, retribuindo o sorriso. 

— Tenha um bom dia. — falo antes que ele feche a porta.

— Você também. E não deixe o Derek se meter em encrenca com essa festa aí, vocês jovens já gostam desse tipo de coisa. — Tio Fred grita, já longe.
Festa. Que festa?

Vasculho as milhares mensagens do meu celular até encontrar a postagem do convite. Ela não me é importante, a mensagem de Adam sim.

Adam: Recebeu o convite? O desafio dois é: Quero você e o Derek juntos na minha festa, ela estará cheia de pessoas que conhecem vocês, mas calma, vocês não serão o foco principal, afinal, a festa é minha. Não fique preocupado, fiquei sabendo do seu constrangimento com o desafio um. A festa é de despedida já que eu vou para a faculdade, então já sabemos quem será o foco dela, não é mesmo?
Nicholas: O que devemos fazer nessa festa? Informações? E o carro que você nos prometeu hoje?

Adam demora para responder. É o tempo necessário para eu descer as escadas e ir até a cozinha, mantendo meu celular no bolso. No pequeno armário de madeira pego um copo de vidro que encho com a água da torneira. A água parece pesar em meu estômago quando o barulho da notificação chega, duas, uma atrás da outra.

Adam: Seu namoradinho acabou de sair daqui com o carro, vocês podem usar ele até a sexta, um dia extra já que o Derek concordou em te beijar durante a festa.
Adam: Vocês não precisam fazer nada além de se divertirem como um casal, é claro. Abraços, carícias e beijos. O desafio do resto do pessoal começa hoje também, será uma noite interessante.

Meu coração gela. Não pelo fato do desafio dos outros começar hoje. E sim pelo fato de ter que beijar o Derek outra vez, em uma festa. Já passamos por isso, já resolvemos isso. Tem um carro à caminho para nossa diversão. Eu prometo a mim mesmo que não vou desistir.
Eu prometo.

Depois do Ritual (Romance Gay)Leia esta história GRATUITAMENTE!