CAPITULO 37- diario de quando eu te deixei

248 18 3

"Diário de Quando Te Deixei.
Dia 10. Para Ian Castelli.
Escrever está ficando cada vez mais difícil. Não sei se é porque te sinto cada vez mais longe, mas está complicado. Sonhei com você esta noite. Sonhei que estava passando por Ipanema e trombei com você. No sonho eu te vi bem pertinho de mim, tão perto que pude ver sua cara de preocupado. Você estava muito diferente. Não te deixei passar, soa como algo que eu faria normalmente se trombasse com você por aí. No sonho, eu queria conversar e parecia ser a minha única chance.
Quando acordei, eu lembrava de cada detalhe. Doeu o coração, Ian...apertou. Agora não me lembro mais. Você sabe como minha memória {não} funciona. Mas queria conseguir me lembrar. Eu cheguei perto. Perto. Demais. Pude sentir sua pele enquanto falava no seu ouvido. Foi tão real, real como se fosse há alguns meses e nada tivesse mudado. Acordei na mesma merda, com o mesmo amor arranhando o peito. Será que nunca mais vou te sentir perto assim? Até escrever tá difícil! Sempre penso nas coisas que estão engasgadas pra te falar e sempre parece ter tanta coisa...e aí eu chego aqui e elas somem.
Sumiram novamente.
Até qualquer dia."
"Diário de Quando Te Deixei.
Dia 15. Para Ian Castelli.
Sinto falta de escrever pra você, conversar com você. Ian, não sei o que dizer. Nada me vem à cabeça, absolutamente nada. Está tudo bem por aqui...claro que a rotina é complicada, não tenho tempo pra muita coisa, mas estou feliz. É, cara, isso funcionou. Nunca sei, quando começo a escrever, se essa é a última página. Acho que vai acabar sendo. Sabe, ontem tirei um tempo pra mim. Ignorei Zach, faltei a aula, faltei os cursos, arrumei minhas coisas, meu quarto, guardei minhas paginas soltas num envelope. Você estava em todas as partes do meu apartamento. Em cada gaveta uma página, cada canto uma lembrança. Limpei isso. Sabe, uma vez eu li alguém falando que nossa primeira casa é como nosso corpo, e a minha realmente é. Em cada parte do meu corpo tinha você. Retirei. Agora, te deixo apenas na gaveta e no coração. Cara, como eu amo rir lembrando de você! Das piadas, dos beijos rápidos, dos sorrisos...Obrigada. Ninguém vai tirar essa imagem de você de mim. Quero manter seus olhinhos, seu nariz fino e o jeito que você me rodou na chuva. Não quero que mudem isso. O tempo está passando, Ian, tanto pra mim quanto pra você, e estou superando... você foi minha melhor aventura, Ian Castelli. Obrigada."
"Diário de Quando Te Deixei
Dia 22. Para Ian Castelli.
Um mês, Ian. "Feliz" um mês longe de mim. Você sobreviveu."
"Diário de Quando Te Deixei."
Dia 28. Para Ian Castelli.
Ian, você acha que estou gorda? Quer dizer, você agora é um amigo imaginário mas..você acha que estou gorda? Sabe, meus peitos estão maiores e eu estou comendo muito!
Enfim, eu estou uma bagunça. Involuntariamente, você está me amaldiçoando. Tenho medo de perder Zach como perdi você. Como abandonei você.
Zach é ok. Ele não me conhece totalmente, com ele sou garoa, não furacão. Com ele meus olhos são chocolate ao leite, não café. Café é para quem quer começar o dia, mas Zach tem a paz de um fim de tarde no cais.
Mas droga, Ian! Eu sou furacão! Eu preciso que ele me segure e ame como se o mundo fosse acabar amanhã. Mas não, eu não sou alguém para ser amada. E já já Zach descobrirá isso.
Mas eu acho que não ligo.
Meu coração ficou com você. E você não me permite amar mais ninguém."
"Diário de Quando Te deixei.
Dia 30. Para Ian Castelli.
Um mês e uma semana, Ian...eu..
Espera, Alice está me ligando."
*Ligação de vídeo de Alice Fantini Melhor Amiga Do Universo"
- Hey, asshole. - Ela falou - Como você...Meu Deus, você está horrível! Isso é um banheiro? Cara, por que tenho a sensação que você engorda mais a cada ligação? Pare de comer!
- Eu estou de dieta, acredite você ou não. E sim, isso é um banheiro.
- Tomou um porre hoje, foi? Pra estar no banheiro uma hora dessas...
- Alice, aqui já são 6 da manhã.
- Exatamente! Por que você está... AÍ MEU DEUS! - Ela gritou quando joguei o celular no chão e coloquei a cara na privada, vomitando novamente.
- Acho que agora foi.
- Lisa, eu estou grávida! Pelo amor de Deus, da pra você controlar os seus vômitos porque eu... - Ela se interrompeu, ficando pensativa.
- O que foi?
- Lisa...você tem menstruado?
Dei risada.
- Que tipo de pergunta é essa?
- Eu estou falando sério.
- Claro que não! Eu tomo remédio, você sabe disso! Não desce pra mim tem tanto tempo que já nem me lembro quando foi a última vez.
- Lisa, você esta grávida.
Dei um grito e uma risada alta.
- Isso é coisa de grávida? Achar que toda pessoa gorda é uma grávida?
- Não, Lizzy, só que você nunca foi gorda. Você está gorda. Deixa eu ver seus peitos.
- ALICE! Eu não vou te mostrar meus peitos.
- Agora, porra, já vi essas tetas murchas mais do que Jesus viu a cruz.
Levantei minha blusa sem pestanejar.
- Lisa..você e Zach tem transado?
- Claro que não! Nós nem nos conhecemos direito! Só trocamos uns beijinhos mas nada demais.
- É pior do que eu pensava...você está grávida de Ian.
- Alice! Eu não estou grávida, pelo amor de Deus.
- Só faça um teste, Lisa! Não vai doer nada. E faça um dos bons, não aqueles de 2 dólares. Tem teste até que mostra o número de semanas e como estão seus hormônios e...
- ALICE! - Eu gritei, achando a ideia toda absurda.
- Eu estou grávida, você não pode me negar nada.
- Ok, eu faço essa merda. Vou fazer exame de sangue logo pra você parar de drama.
Alice assentiu, mas sem sorrir. Ela parecia preocupada.
Após duas horas na vídeo chamada, ela dormiu sentada e Higor a chamou pro quarto, preocupado com a posição dela. Eles me deram tchau e eu desliguei.
Alice agora tinha uma família.
E Lisa Wengrov estava sozinha.
*****
Chegando do trabalho, encontrei Tay e Amora se beijando no sofá.
Óbvio que eles estavam vestidos, minha irmã é moça direita.
******
Quando Ian nos encontrou no sofá dois minutos após nossa última transa, meu coração travou.
******
- Vocês estão com fome? Pensei em sairmos pra beber ali em Ipanema. - Perguntei.
- Ian, meu chapa, pessoas comem quando estão com fome, elas não enchem a cara.
- Sorrisinho, meu chapa...você não me chama de meu chapa. - Pisquei o olho direito, largando as chaves do meu mais novo carro em cima do balcão e indo me trocar.
- Nós vamos! - Amora gritou da sala. Ela tinha começado a beber e sempre me acompanhava.
Eu rezava pelo dia que entrar no meu quarto e não sentir a presença de Lisa chegaria.
Eu ainda a amava, mas alguns meses depois eu estava me curando do furacão que era Lisa Wengrov, mesmo que cada pedaço meu ainda sentisse falta dela.
Quando chegamos ao bar de Ipanema, Amora e Tay escolheram uma mesa no canto e eu fui pegar as bebidas.
E encontrei uma Alice grávida.
- Ei! - Sorri pra ela, que sorriu de volta, me abraçando. - Eu sabia que Amora estava cobrindo seus turnos na Galeria, mas não sabia porque! Parabéns, Alice, você será uma péssima mãe.
Ela deu risada, me dando um tapa no ombro.
- Obrigada, cachinhos dourados. Está com quem?
- Amora e Tay, senta lá com a gente!
- Ok, vou só esperar Higor.
Eu peguei as cervejas e fui pra mesa. Alguns minutos depois, Higor e Alice estavam se sentando com a gente.
- E aí? Como tá a vida? - Alice colocou sua mão sobre a minha e eu sabia do que ela estava falando. Ela queria saber se eu havia superado Lisa.
- Está tudo bem, cara. De verdade. Voltei pro trabalho, tô ganhando mais, banquei até um carro!
- Será, cachinhos? Já temos carona pra voltar da maternidade, amor, já que Lisa resolveu ficar nos states. - Higor falou, me fazendo franzir a testa. Alice arregalou os olhos pra ele.
- Como? - Perguntei.
- Não é bem assim, ela só vai ficar um tempo e... - Amora entrou na conversa e foi a minha vez de arregalar os olhos.
- Lisa vai ficar onde por um tempo, Amora?
- Olha, Ian, a gente não quis te falar e...
- Desembucha, Alice! - Aumentei o tom de voz.
- Lisa está em um intercâmbio nos Estados Unidos. Depois de lá ela vai para mais alguns países e... - Ela abaixou a cabeça. - Ela só volta daqui a 4 anos e pouco.
- Lisa está em um intercâmbio de 5 anos? - Eu falei sem emoção. Todo esse tempo achando que seria apenas questão de tempo até encontrá-la novamente. Não era questão de tempo. Em 5 anos tudo poderia mudar. Lisa jamais seria minha novamente. - E você sabia? - Eu me virei pra Amora. - Esse tempo todo, Amora?
- Ian, a gente não quis te magoar. - Alice falou.
- AH NÃO? VOCÊS A DEIXARAM IR, PORRA, PELAS MINHAS COSTAS E..
- Ian, você está gritando. - Higor avisou.
- FODA-SE! - Eu me levantei, quase caindo da cadeira, e saí do bar. 5 anos. Eu não veria minha Lisa por 5 anos. E quando ela voltasse, ela não seria a minha Lisa. Ela já não era a minha Lisa.
*****
- VOCÊ ESTÁ BRINCANDO? - Perguntei para Alice, irritada com a burrice dela e de Higor.
- Cara, foi mal, quando Higor percebeu ele já tinha falado e...
- E Ian, Alice?
- Ele saiu do bar bem puto e Alice me ligou depois, dizendo que ele não dormiu em casa. Ele também não está falando com ela.
- Meu Deus, Alice...o que eu fiz? - Comecei a chorar descontroladamente, sem entender porque.
- Amiga, não...olha, sua vida tá boa, você está melhorando. Ian é só uma consequência ruim e...
- Consequência ruim? Alice! Ele não é ruim! Ian é uma das melhores coisas que eu já tive na vida e eu vim embora pra protegê-lo e agora...agora ele eu estou o destruindo mesmo de longe.
- Não há nada que você possa fazer, Lizzy, só nos resta esperar.
Sem saco pra conversa fiada, eu desliguei a chamada sem dar tchau a Alice e fui dormir antes que eu enviasse a mensagem que escrevi para Ian.
*****
"5 anos, Lisa? Caralho, que porra é essa?" - Enviada 00:35.
"Por que você está sem foto ainda?" - 1:34
"Eu te deixo em paz, eu prometo, mas me responde, Lisa" - 02:56
"Eu estava bem, porra, você acha que você é quem?" - 04:29
"Você trocou de número. Pra quem eu estou mandando mensagem?" 05:11
"Eu vou te amar pra sempre. Mesmo após 5 anos. É uma promessa, Lisa, estou entrelaçando meu mindinho no vento agora." - 07:32
Foi uma noite inteira em um hotel na beira da praia de Copacabana. Foi uma noite inteira tentando entender porque eu parecia tão sensível a ponto de todas as pessoas ao meu redor precisarem mentir pra "me proteger".
Foi uma noite inteira me sentindo um merda.
Foi uma noite inteira pensando no quanto Lisa já devia estar feliz nos Estados Unidos, em quantos sonhos ela já devia ter realizado... E o meu sonho continuava sendo apenas ter ela de volta.
*****
"Diario de Quando Eu Precisei de Você e Eu Estava Sozinha.
Dia 31. É pra você mesmo.
Já é a terceira cólica e eu estou enrolada em posição fetal chorando sozinha. Eu preciso me levantar, eu preciso que você me levante. Tá doendo, Ian. Minha barriga e meu coração. E eu não consigo controlar nenhum dos dois.
Será que se eu for pra emergência eles te tiram de mim?"
Duas ligações para Zach depois, eu estava no hospital de emergência mais perto da minha casa, chorando de dor com Zach Caleb desesperado ao meu lado. Quando chegou na recepção, ele falou algo que me incomodou:
- My girlfriend is in pain, we need a doctor.
Só que eu não era a namorada de Zach. E foi ali que eu percebi que, por mais perfeito que ele fosse, eu não queria ser a namorada de Zach. Eu não queria ser a namorada de ninguém nunca mais.
Quando entrei na sala, sozinha, uma médica alta me enfiou uma agulha no pulso, colhendo meu sangue e deixando a sala.
Assim que ela voltou, perguntei o que havia de errado comigo. Ela me entregou um comprimido, um copo com água e um papel. Tomei o remédio e li o papel.
Meu coração parou.
Meu cérebro parou de funcionar.
- Congratulations, Lisa.
"Diário de Quando Senti Nosso Amor Florescer Dentro De Mim.
Dia 31. 3:59.
13 weaks.
Eu estou grávida de 13 semanas.
Parabéns, Ian, você vai ser papai."

LISA [COMPLETO - EM REVISÃO]Leia esta história GRATUITAMENTE!