Chegou a Hora!

586 94 1
                                                  

Célia retoma sua rotina, Jacob e ela seguem para a França e ele passa por um psiquiatra e começa um tratamento para manter suas crises estáveis, a vida do casal se torna mais suave e ele não volta a dormir em seus quarto e passa todas as noites no quarto dela e curtindo o bebê, Célia vem a Nova York mais duas vezes antes de ser proibida pelo médico, ela não procura por Yan, pois resolveu curtir Jacob enquanto está vivo, Firat não desistiu de apaga-lo, não confiava no tratamento e achava que ele estava ganhando tempo, Célia passa a cuidar da empresa de Jacob e agora tudo era entregado em seu escritório e podia trabalhar por ali e ele a ajudava.

Célia está na ultima semana de gravidez, se sentia pesada e inchada, suas costas doíam horrores, logo a parteira que contratou nos estados unidos vivia para a Turquia, o quarto do bebê estava pronto e a babá já a postos para atender a qualquer momento, a noite chega, Célia não consegue comer nada, as dores nas costas estão piores e resolve ir dormir mais cedo, estava exausta, tinha várias noites que não dormia, Jacob recebe a parteira e a leva para se instalar no quarto de hospede, os dois conversam por um instante, Jacob percebe que ela o olha muito e se sente constrangido e ela pede para ver Beguzar e ele a leva para o quarto.

- Boa noite Beguzar!... Como se sente?

- Boa noite Doutora!... - Célia se senta na cama e a olha. - Estou com muita dor nas costas, estou muito pesada!

- É!... Estamos no final!... - Ela sorri e aperta à barriga de Célia para ver o encaixe do bebê. - Está encaixada e já desceu bem!... Acho que entre amanhã ou depois de amanhã ela já estará em seus braços.

- Ah!... Que bom!... - Célia sorri e olha para Jacob. - Estamos ansiosos para ver a carinha de Nilufer!

- Ah sim!... - Jacob se senta ao lado de Célia e pega em sua mão.

- Bom!... Vou descansar agora e me chamem se sentir algo!

Todos concordaram e Jacob a deixa sair do quarto e olha para Célia desconfiado.

- Tem certeza que é de confiança!?

- Sim!... Fique tranquilo!... - ela se ajeita na cama e se deita novamente.

Jacob acaricia seus cabelos, estava ansioso e nervoso e ao ver Célia tão debilitada e cansada, jamais pensou que um filho traria tanto desconforto assim, mas queria ter Nilufer em seus braços e sorriu com a ideia de que logo nasceria.

A casa está em silencio, Célia acorda com alguém a chamando e vê sua mãe em pé a ao lado de sua cama e se senta na cama assustada e sente a pontada em sua barriga e ela geme e se torce, respira e olha em volta do quarto, mas não vê ninguém e a dor volta e sente vontade de ir ao banheiro e se levanta devagar, Jacob dorme largado na cama, os remédios o deixavam grogue e dormia muito bem agora, ela se arrasta entre os móveis e segue para o banheiro e se senta por um instante no vaso e respira fundo e faz xixi e a dor alivia um pouco, se levanta e olha para a banheira estava suada e adoraria tomar um banho e a dor volta com força e ela se torce e se segura na beirada da banheira e arfa de dor, parecia mais intensa e chama por Jacob, mas ele não escuta e volta para a cama devagar, o suor desce pela testa e o cutuca no peito, Jacob da um pulo na cama e se senta rapidamente e percebe que Célia não está bem e se apavora.

- O que foi?

- Chegou a hora!... - Célia segura em seus braços e se torce de dor novamente. - ahhhhhhhhhh!... Está muito forte.

- Sente-se!... Vou chamar a médica!... - Ele a ajuda a se sentar e sai do quarto.

Dois minutos depois ele está de volta com a médica e ela sorri ao ver Célia com dor.

- Muito bem!... Quero que se deite e vamos ver se tem dilatação!

Jacob a ajuda a se deitar e a médica a examina assim que Poe as luvas de látex nas mãos e sorri.

- Tem dilatação!... Vamos ter uma noite difícil Beguzar!... Preparada?

- Não tem jeito!... - Célia sorri ofegante.

 

Célia (Volume 2)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora