Capítulo IX

1.6K 216 168

Mais um capítulo para alegrar o nosso domingo, people 🌻💐😘

Não esqueçam de votar e comentar, pois isso me ajuda muito e faz com que o livro fique mais conhecido na plataforma.

#SemRevisão

Capítulo IX

I always thought that I would have the upper hand

But now I know that I'm really not that strong
If I could only make you understand
I'd give you the world but for a start...

(Celine Dion, "Have A Heart.")

Cecília

Passado

Hoje é um dia muito importante. Hoje é o dia que meus pais comemoram dezesseis anos de casamento. Bodas de Safira. Meu pai me fez decorar o significado dessa data, segundo ele e a dona Lurdes da floricultura da rua de baixo, a safira é uma pedra preciosa que pode ser encontrada na natureza em forma de gemas, mas é lapidada para a utilização em joias, possui brilho e existe em várias cores. O casamento aos 16 anos foi lapidado dia a dia, pelas alegrias e problemas, tornando-se precioso como uma joia rara. As várias cores existentes da safira, representa as etapas do amor e os níveis ao qual foram elevados, resultando em algo imponente e valioso.

Como boa romântica que sou não pude deixar de me emocionar com as palavras do meu pai. O amor que ele e minha mãe sentem um pelo outro é a coisa mais linda que eu já vi em toda a minha vida. É um amor como o deles que eu desejo para a minha vida. É um amor como o que eles sentem que eu desejo compartilhar com meu Fernando.

E por falar em Fernando, por incrível que pareça hoje também é o aniversário de casamento do tio Jorge e da tia Cláudia, pais do meu Nando, eles completam 17 anos de casamento, e em estamos viajando todos juntos para Paraty que fica na Costa Verde do Rio de Janeiro  .

Estou muito ansiosa, pois essa é a primeira vez que viajamos todos juntos. Fernando está muito empolgado porque sua mãe disse que Paraty é uma cidade histórica e ele vai ter vários lugares lindos para fotografar, e eu estou encantada com a possibilidade de conhecer a arquitetura secular do antigo Rio de Janeiro Imperial.

***

Papai escolheu um chalé lindo para passarmos o final de semana. Minha mãe e eu estamos apaixonadas por essa cidade. Já visitamos todos os pontos turísticos e Fernando já fotografou todos os lugares que estavam em sua lista. Hoje meus pais e os pais do meu namorado vão passar a noite fora. Vão comemorar como adultos seus aniversários.

Estou ansiosa por saber que passarei a noite inteira sozinha com meu Nando. Ansiosa e até mesmo temerosa. Confio plenamente no meu namorado, o que não confio é em mim. Tenho muita vontade de conhecer o corpo do meu namorado, tenho muita curiosidade para conhecer o amor carnal entre dois namorados, mas sei que ainda não estou pronta para dar este passo. Ainda não me sinto preparada para navegar por essas águas.

Ajudei mamãe a escolher uma roupa bem bonita para essa noite. Minha mãe é uma mulher linda e seus longos e loiros cabelos, — tão parecidos com os meus —, ficam lindos quando ela os prende em uma trança que cai na lateral do seu pescoço. Com uma pele perfeita ela quase não usa maquiagem.

— Mamãe a senhora está linda! — Elogio assim que ela termina de calçar sua sandália.

— Muito obrigada, vida minha. Você também está linda!

Abraço-a agradecendo ao elogio.

Saímos do nosso chalé e encontramos papai em frente a piscina.

Doce ReencontroOnde as histórias ganham vida. Descobre agora