Capítulo 29

160K 15.2K 4.2K
                                                  

Por Emma

Sabe quando você está dormindo super zen e do nada acorda assustada? E você pensa: ué, eu dormi? Então...isso acabou de acontecer comigo.

Pego meu celular e vejo que já são oito e meia da noite. Será que Ron já chegou? Será que Bran já acordou? E ai meu Deus, será que ele já viu o que fiz no seu rosto? Vou descobrir isso agora.

Me levanto, vou no banheiro da suíte para escovar meus dentes (porque eu dormi, logicamente que estou com bafo).

Crianças nunca se esqueçam de escovar os dentinhos. Beijos.

Saio do quarto e encontro Bran ainda dormindo no sofá (será que morreu e eu não percebi?), vou para a cozinha e começo a fazer algo para comermos. Faço macarronada, quando estou terminando de colocar na travessa vejo Bran atrás de mim pelo reflexo do microondas, grito pelo susto.

-Meu Deus Emma, por que do grito?- diz Bran assustado com o meu grito.

-Você me assustou babaca.- coloco a mão no coração e respiro lentamente.

-Me desculpe.- ele diz e abre a geladeira.

Ué, ele não deveria estar me matando agora?

Ai meu senhor, será que ele não percebeu ainda?

-Aaaaah...Bran?- ele me olha e solta um Hum? - Você acordou agora?

-Uhum, porquê?- ele fecha a geladeira e vejo que ele pegou a jarra de suco.

Ele vem em direção do armário para pegar um copo, mas entro na sua frente. Para chegar na parte que fica os copos no armário ele passaria do lado do microondas e das portas de vidros do armário. Certeza que ele veria seu rosto. E não quero morrer agora. Preciso zoa-ló mais um pouco.

-Então Unicórnio, tu tá bem?- ele me pergunta confuso por ter entrado assim na sua frente.

-Simmmmm...-digo segurando o riso, merda de perto é mais engraçado ainda- É que...os...os...os copos do armário estão sujos...é isso. Sujos. Muitos sujos. Preciso lava-los urgentemente. Sério. Estão muito sujos.-ele tenta dizer algo, provavelmente que a empregada limpou tudo, mas o interrompo antes dizendo- Pega aquele que está na bancada.- aponto para o copo que está longe de qualquer coisa que tenha reflexo- Ele não está sujo, está limpo. Limpinho.

Ele me olha com desconfiança e diz indo em direção ao copo.

-Maluca.- solto um suspiro pesado.

Cacete, é hoje que eu morro.

Fico conversando com ele e evitando que ele chegue perto de algum reflexo.

Eu sei que uma hora ele vai ver. Mas não precisa ser agora. Quando mais tempo eu enrola-ló, melhor. Para mim, logicamente.

Uns minutos depois Ron chega, ele entra na cozinha já dizendo como seu dia foi cansativo, Bran que até então estava de costas para ele se vira e diz:

-Enquanto você estava se cansando no trabalho, eu estava dormindo. Olha que maravilha.

Ron não diz nada, só o olha em choque. Eu começo a balançar a cabeça que nem uma louca e movendo os lábios dizendo Não ri, por favor. Mas se Ron percebeu ignorou, porque começa a gargalhar que nem um retardado.

Bran me olha confuso e pergunta:

-Eu disse algo engraçado?- eu olho para a sua testa que está escrito sou um arco-íris purpurinado e começo a gargalhar, tipo muito.

Ele nos olha confuso por um tempo e espera pararmos de rir para perguntar algo, mas é quase impossível pararmos de rir. Ron já está jogado no chão de tanto rir, eu estou apoiada na pia e Bran que já está ficando impaciente pergunta:

Amores Londrinos (1) - A Garota Do Quarto Ao Lado (Concluído)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora