Capítulo 1

228 28 5

Olá! 

Começo hoje as postagens desse segundo volume da série desejos sombrios. Serão duas postagens semanais, aos sábados e quartas. Para quem acompanhou Aron e Dária em do sangue ao desejo espero que se apaixonem também por esse novo casal.

Para quem não leu o primeiro livro as histórias serão com casais independentes, mas se tem a intensão de ler os três recomendo que leia Do Sangue ao Desejo antes, pois nesse livro contém spoilers do anterior.

do sangue ao desejo está em degustação qui no wattpad e completo na amazon nesse link https://www.amazon.com.br/dp/B01MR2CG1L/

Bem vindos ao livro da Natasha :*

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

São Paulo – primavera de 2017

Já era noite e as ruas continuavam tomadas por um mar de pessoas. A cidade que não dormia estava iluminada pelos postes nas avenidas inundadas por carros e pelas luzes acesas nos enormes prédios que tocavam os céus.

Em busca de diversão, muitos saiam da segurança de suas casas.

Em um bar lotado, na Vila Madalena um tradicional bairro boêmio da cidade, estava Jorge: um homem jovem, com uma carreira em ascensão e previsões de um futuro que muitos desejavam ter. Sentado à mesa, numa sexta-feira agitada, não queria se preocupar com muita coisa, além de se divertir e relaxar com os amigos, que ao seu lado riam alto e jogavam conversa fora.

Depois de uma ou duas cervejas o grupo de homens já perdera boa parte do bom senso e a conversava tomara um rumo indecoroso sobre como era gostosa a nova secretária do vice-presidente. Com o nível de álcool subindo em seus sangues, falavam num tom mais elevado do que deveriam e chamavam a atenção de todos no bar, deixando alguns curiosos e outros incomodados.

Uma jovem entrou com um caminhar marcante. O salto alto da bota de cano comprido fazia barulho ao se chocar contra o chão de porcelanato. Ela rebolava a cada passo, destacando ainda mais a sua bunda na calça preta e apertada. A mulher se sentou junto ao balcão de madeira e ajeitou a franja do cabelo negro bem arrumado. Estava desacompanhada e isso chamou a atenção de todos no bar, que a encaravam sem pudor. Jorge, o único que estava disperso, mexendo no celular, levou um cutucão do amigo ao lado e foi obrigado a olhá-la e por um instante ele se sentiu sem ar. Era sem dúvida a mulher mais bela que já vira em toda a vida. Se acreditava em amor à primeira vista? É claro que não! Mas por alguns segundos ele duvidou de si mesmo. Seus olhos se perderam nas curvas daquele corpo, perfeitamente delineadas pela roupa de couro apertada e o corpete justo que dava a sensação de que deixaria aqueles seios redondos a mostra a qualquer instante.

Tivera fama de garanhão durante todo o tempo da faculdade, até encontrar uma mulher que jurou passar o resto da vida junto. Mas diante daquele troféu no bar, as palavras ditas no pedido de noivado pouco importavam, não podia se comprometer para o resto da vida sem aquela última conquista.

– Eu duvido que leve essa para cama. – Foi desafiado por um amigo. Como se precisasse daquele incentivo.

Quando Jorge se deu conta, já havia cruzado os poucos metros em meio ao mar de mesas e ido sentar-se ao lado da estranha. De perto ela parecia ainda mais incrível, com olhos azuis quase brancos e uma pele clara. Tentou parecer delicado e não ficar encarando a curva dos seios no espartilho apertado, mas estava sendo uma das tarefas mais difíceis que enfrentara na vida.

Jorge se ajeitou na banqueta e respirou fundo. Era tão seguro de si que nem precisou tomar coragem.

– O que uma mulher tão bonita faz sozinha em um lugar como esse? – Aproximou-se um pouco mais dela e puxou assusto.

Do Inferno À Luxuria (Desejos Sombrios 2) - DegustaçãoLeia esta história GRATUITAMENTE!