Capítulo 3

5.6K 512 36



Anos antes

—Jeffrey, me conta uma história? —Peço ao meu mordomo. —Mamãe e papai saíram e me deixaram, de novo. —Digo fazendo cara de choro e coçando os olhos.

Jeffrey me olha com pena e me pega no colo, me colocando em seguida na cama.

—Claro, garotão! —Ele dá um sorriso sereno, como sempre fazia, Jeffrey não era apenas um empregado, ele era meu segundo pai. —Que tal o pequeno príncipe? Ele parece com você

Jeffrey me conta a história e então apaga as luzes e sai do quarto me deixando sozinho, estou quase pegando no sono quando alguém me desperta, levo um susto daqueles

—O que você está fazendo aqui? Você já deveria estar dormindo, Shavanna.

Ela dá de ombros

—Eu estava sem sono e, então resolvi vim te apresentar meu novo bichinho de estimação. —Ela levanta o meu pior pesadelo

—Socorro! Socorro —Grito desesperado

—Cala a boca, idiota, você vai assusta-lo!

Saio do quarto assustado atrás do Jeffrey.

Dias atuais

Maldito! Maldito! Ah, Gregory, você me paga, você pensa que pode fazer o que quiser e ainda por cima me pôr regras! Onde já se viu isso? Ele pensa que sou uma criança ou pior, ele pensa que sou sua empregada, era só o que faltava mesmo! Pedir pra Jeffrey vim me repreender só por ter entrado em seu quarto é demais, como se eu não tivesse me traumatizado ao vê-lo nu e pior ainda a imensa vontade de beija-lo todo, todo aquele corpo gostoso, aquela boquinha... Stop, Shavanna! Tira isso da cabeça, ele é um imbecil, mimado, prepotente que não merece nada mais do que um soco bem no meio da cara.

Estou agoniada andando de um lado pra outro planejando como me vingar daquele mimado quando mais uma vez Jeffrey aparece.

—Se veio mais uma vez me repreender com uma criança, pode ir parando por aí, já entendi tudo.

—Você não é mais uma criança, não preciso mais uma vez recitar as regras da casa, espero mesmo que já as tenha entendido. —Reviro os olhos —Só vim te informar que mais tarde Gregory dará uma festinha e irá receber os amigos. —E eu com certeza estarei nela, muito obrigada pela informação, penso. —E você está terminantemente proibida de aparecer.

—O que? —Fico chocada. —Ah claro, claro que o mimado iria proibir isso também. —Dou um sorriso irônico. —Eu não queria ir mesmo, tenho que dormir cedo, amanhã procurarei um emprego. —Dou de ombros.

Jeffrey dá um sorriso aliviado.

—Fico feliz em saber que irá me obedecer. —Ele descruza os braços e chega perto de mim. —Torço muito que você se encaixe na sua nova vida, meu amor.

Reviro os olhos e me afasto do seu toque.

—Que seja.

Espero ele sair da cozinha e corro para o lago que tem perto da mansão, lá com certeza irei encontrar tudo que preciso pra estragar com a festinha do babaca.

Algumas horas depois eu já estava com tudo que eu precisava e terminando de passar meu batom, quando batem na porta, merda! Grito para a pessoa entrar e corro para dentro do pequeno banheiro do quarto.

—Shavanna, estou indo dormir, vim te desejar boa noite.

—Oi, Jeffrey! —Reviro os olhos ao escutar a voz do meu querido pai, só poderia ser ele mesmo pra estragar meus planos, mas se ele pensa que vou deixar, não conhece a filha que tem. —Estou no banheiro terminando de escovar os dentes e já vou dormir também. —Dou uma risada baixa.

Domando a Fera - Livro 1 (Degustação)Leia esta história GRATUITAMENTE!