MINDINHOS.

407 41 1

O silêncio estava começando a ficar insuportável. Sentado na cadeira em frente à dela, comecei a reparar em Lisa enquanto ela tomava o suco de morango.
A franja caía sob seus olhos, fazendo com que ela tivesse que prendê-la atras da orelha de sete em sete segundos e o resto do seu cabelo estava preso em um coque mal feito. Ela já havia tirado os chinelos e soltado a blusa pra fora da legging. Lisa estava confortável, era fácil de se ver.

- Alguém estava com sede... - Falei, enquanto ela servia o terceiro copo de suco.
- Com fome também. Você não vai me alimentar não?
- O que você quer comer?
- Peça uma pizza.
- Tem uma condição para isso acontecer.
- E qual é ela?
- Você tem que ficar.
- Ficar? Aqui?
- Só essa noite.

Eu não sabia o que estava acontecendo comigo, mas o anjinho do lado esquerdo do meu ombro estava perdendo a cabeça enquanto o Diabo do lado direito sorria.

- Você está brincando? - Ela engasgou com o suco.
- Por que estaria? - Dei de ombros.
- De onde você vem? - Lisa estava completamente confusa.
- São Paulo.
- Em São Paulo vocês perseguem garotas inocentes na aula de ballet, as levam para a casa do irmão de vocês e as pedem para dormir com vocês?
- Ninguém disse nada sobre dormir.

Ela cuspiu o suco.

- OI? - Gritou.
- Não foi isso que eu quis dizer, Lisa, eu só não quero que você vá embora.
- Por que você estava parado em frente à minha aula de ballet, Ian?
- Se eu te responder, você fica?
- Se eu ficar, você compra a pizza?
- Compro.
- Então eu fico.
- Eu me apaixonei pelos seus olhos.

E ela olhou pra mim. E confirmou minha última frase.

- O que tem eles? - Ela disse, se voltando para o suco, como se eu não tivesse acabado de falar que estou me apaixonando por ela aos poucos.
- São parte de você.
- Aiai, não vá a guerra por mim, Ian. - Lisa revirou os olhos.

Fiquei sem entender.
- Como?
- Não se apaixone por mim.
- Eu não pretendo.

Mentiroso.

- Faça uma promessa. - Ela estendeu o dedo mindinho. E eu estendi o meu, os entrelaçando.
- Você acha que é o centro do mundo...
- Bom, você estava me rodeando, então talvez eu seja o centro do seu mundo.

LISA [COMPLETO - EM REVISÃO]Leia esta história GRATUITAMENTE!