Capítulo 9

211K 16.4K 6K
                                                  

Música do lindo do Ed Sheeran na multimídia, eu amo essa música, ela é muito fofa.
Não acho que a letra tem muito a ver com o capítulo, coloquei mais porque gosto mesmo rs

Escutem 💕

Boa leitura ❤❤❤❤

Por Brandon

Acordo com um peso no meu braço, quando olho vejo que é Emma, ela me abraçou enquanto dormia, tento lembrar da noite passada, mas não lembro de quase nada, a última coisa que eu lembro é do Ron dançando que nem uma gazela na sala e também me lembro da Emma me levando pro quarto e eu a chamando de Emminha certeza que ela ainda vai me matar por isso.

Quero levantar, tomar um banho e tomar algum remédio, minha cabeça está a ponto de explodir. Mas não levanto, fica a observando dormir, ela fica tão linda assim, calma, sem gritar comigo, sem me chamar de babaca ou mimadinho de merda.

Sério, eu odeio quando ela me chama assim.

Dá vontade de mostrar pra ela o grande "mimadinho" que eu sou.

Mas aí eu tenho que me controlar, porque ela é irmã do Ron. E eu prometi que ficaria longe.

Percebo que ela começa a acordar, quando ela abre os olhos eu fecho os meus e finjo que estou dormindo, escuto ela soltando um droga bem baixinho e se desvencilhando de mim, ela tenta sair mas ai lembra que está presa a mim, ela suspira de impaciência e eu sorrio, ela percebe.

-Pode parar de fingir que está dormindo- ela me balança- anda Bran eu sei que está acordado- continuo fingindo que estou dormindo- eu vou gritar Bran, para de palhaçada- continuo quieto, ela chega bem perto do meu ouvido e grita- BRAAAAAAAAAAAAAN PARA DE PALHAÇADA.- olhei pra ela.

-Ninguém pode dormir em paz não?- ela revira os olhos.

-Se você estivesse realmente dormindo teria se assustado- ela senta na cama me puxando junto- que horas são? Já devíamos estar soltos não?

Procuro meu celular já que quebrei esses dias o relógio que ficava na mesinha de cabeceira e o encontro na mesa do computador que está do lado dela, mostro onde está o celular e ela pega e me entrega. Vejo que são mais de onze horas da manhã, levantamos e fomos em direção ao banheiro, pego minha escova de dente e pego outra numa caixinha na gaveta e entrego pra ela. Ela me olha abismada por eu ter uma escovas reservas, mas não diz nada. Quando terminamos de escovar nossos dentes eu digo:

-Olha, se alguém me dissesse ontem de manhã que escovariamos os dentes juntos na manhã seguinte no banheiro do meu quarto eu riria na cara da pessoa e perguntaria cê tá drogado? cara- ela ri.

-Acho que eu diria a mesma coisa- ela me olha ainda rindo- olha, eu preciso fazer xixi e não vou fazer com você aqui dentro, então como vai ser?

Penso um pouco e digo:

-A corda é grande, então acho que dá pra ficar lá fora enquanto o outro usa o banheiro- ela me olha e assente- vamos tentar.

Sai, encostei a porta e fiquei encostado, um tempo depois ela sai e diz que deu certo, ai eu entrei para usar e ela ficou no meu posto na porta. Depois disso saímos do quarto e encontramos todos sentados em volta da bancada da cozinha, cada um com um copo que eu acho que seja café, estavam todos com uma cara destruída, acho que também estou com essa cara, só a Emma que parece estar bem, ela foi a que mais bebeu e é a melhor.

-Você não tem ressaca não?- pergunto.

-Só quando bebo demais.- ela diz.

-Mas você bebeu demais- ele balança a cabeça negando- bebeu sim, você foi a que mais bebeu.

Amores Londrinos (1) - A Garota Do Quarto Ao Lado (Concluído)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora